Aguarde...
Cecilia Meireles

Cecília Meireles foi jornalista, professora, pintora e é considerada uma das vozes mais importantes das literaturas de língua portuguesa. Nascida em 1901, no Rio de Janeiro, Cecília escreveu poemas até hoje lembrados e contribuiu com publicações diárias sobre problemas na educação. Em 1934, Cecília Meireles fundou a primeira biblioteca infantil do Brasil. Também adquiriu amplo reconhecimento na poesia infantil com textos como Leilão de Jardim, O Cavalinho Branco, Colar de Carolina, O Mosquito Escreve, Sonhos da Menina, O Menino Azul e A Pombinha da Mata, entre outros. Em 1923, a escritora publicou Nunca Mais e Poema dos Poemas e, em 1925, Baladas Para El-Rei. Após longo período, em 1939, Cecília Meireles publicou Viagem, livro com o qual ganhou o Prêmio de Poesia da Academia Brasileira de Letras. Católica, a autora escreveu textos como Pequeno Oratório de Santa Clara, de 1955, e O Romance de Santa Cecília. No ano de 1951, Cecília Meireles viajou para a Europa, Índia e Goa e visitou, pela primeira e única vez, os Açores. Ali, na ilha de São Miguel, contatou o poeta Armando César Côrtes-Rodrigues, amigo e correspondente desde a década de 1940. A autora faleceu em 1964, aos 63 anos de idade. Veja algumas obras de Cecília Meireles: Canção da Tarde no Campo, 2001 Crônicas de educação, 2001 Poesia Completa, edição do centenário, 2001 Criança, meu amor, 1923 Poema dos Poemas, 1923 Nunca mais, 1923 Espectros, 1919

Obras mais recentes:

Se você gostou de Cecilia Meireles, talvez você goste também de...

ROLAR PARA O TOPO