Aguarde...
Ignácio de Loyola Brandão

Nascido em 1936, em Araraquara (SP), Ignácio de Loyola Brandão desbravou desde cedo a biblioteca de 800 volumes mantida por seu pai. O gosto pela escrita o levou primeiro ao jornalismo – atividade que iniciou em 1957, no jornal 'Última Hora' – e, posteriormente, em 1965, à literatura, quando lançou seu primeiro livro, 'Depois do sol', uma coletânea de contos. De lá para cá, Loyola transita nos universos jornalístico e literário. Já publicou diversos romances, entre eles 'Bebel que a cidade comeu' (1968), 'Não verás país nenhum' (1981) e 'Zero' (1975) - censurado de 1976 a 1979 pelo regime militar, por descrever os anos de chumbo -, além de contos, crônicas, biografias, livros-reportagem e infanto-juvenis. Pela Ática, lançou em 1987 o livro 'O homem do furo na mão'. Nos anos 1980, dedicou-se integralmente à literatura e, na década seguinte, retornou ao jornalismo diário. Em 2000, recebeu o Prêmio Jabuti de Melhor Livro de Contos por 'O homem que odiava a segunda-feira'.

Obras mais recentes:

Se você gostou de Ignácio de Loyola Brandão , talvez você goste também de...

ROLAR PARA O TOPO