Aguarde...
Nelson Rodrigues

Nascido no dia 23 de agosto de 1912 em Pernambuco, no Recife, Nelson Rodrigues foi um grande escritor e jornalista. Aos 4 anos de idade, mudou-se para o Rio de Janeiro com sua família e, já adulto, trabalhou como jornalista no jornal A Manhã, cujo dono era seu oróprio pai. Ali, Rodrigues atuou principalmente na editoria de polícia, tendo acumulado experiência para escrever suas peças a respeito de sociedade. Sua primeira peça, intitulada A Mulher sem Pecado, obteve um respaldo que lhe deu os primeiros sinais de prestígio no meio. Mas foi com Vestido de Noiva que ele teve seu primeiro sucesso: a renovação estética, nunca vista no teatro brasileiro, chamou a atenção dos críticos, profissionais do teatro e público. Além da experiência no jornal do pai, Nelson Rodrigues ainda passou pelo jornal O Globo como crítico de ópera e como editor do suplemento O Globo Juvenil. O dramaturgo ainda editou e roteirizou algumas histórias em quadrinhos, como a adaptação de O Fantasma de Canteville, de Oscar Wilde. No meio da década de 1940, Rodrigues abandonou O Globo e foi para o jornal de Assis Chateaubriand, Diários Associados. Ele não aprovou suas peças e, nesse ínterim, algumas delas sofreram censura, como Álbum de Família (lembrada anos depois em 1965). Em 1950, Nelson Rodrigues largou as empresas de Assis Chateaubriand e foi trabalhar com Samuel Wainer, no jornal Última Hora. Nessa época, o dramaturgo começa a escrever uma de suas crônicas mais famosas, A Vida Como Ela É. Na década de 1960, participou do primeiro programa de mesa redonda sobre futebol, na recém fundada TV Globo, e colaborou no jornal Correio da Manhã. Veja as obras Nelson Rodrigues: Romances: A Mentira A Mulher que Matou Demais Asfalto Selvagem: Engraçadinha, Seus Pecados e Seus Amores Escravas do Amor Meu Destino é Pecar Minha Vida Núpcias de Fogo O Casamento O Homem Proibido Contos: A Coroa de Orquídea A Dama da Lotação e Outros Contos A Vida Como Ela É - O Homem Fiel e Outros Contos Cem Contos Escolhidos Elas Gostam de Apanhar

Obras mais recentes:

Se você gostou de Nelson Rodrigues, talvez você goste também de...

ROLAR PARA O TOPO