Aguarde...

DIALOGOS EM DEFESA E LOUVOR DA LINGUA PORTUGUESA


Produto Indisponível

Veja mais títulos de Teoria e Critica Literária

Sinopse

Numa época em que a língua portuguesa era considerada bárbara, tosca e rude, dois escritores portugueses se levantaram em defesa do idioma nacional. João de Barros, grande historiador e gramático português do Renascimento, escreve um diálogo, entre ele mesmo e o filho Antônio, em que faz o elogio da língua e a defende dos que a julgam incapaz de ser um idioma de arte e cultura. Pero de Magalhães de Gândavo, o autor da primeira história do Brasil, produz um diálogo entre um português e um castelhano, que disputam sobre qual língua é a melhor. No 'Diálogo em Louvor da nossa Linguagem', de João de Barros, publicado em 1540, há um apelo para que os escritores portugueseses 'ilustrem' a língua e criem novas palavras a partir da imitação dos clássicos latinos. No 'Diálogo em Defesa da Língua Portuguesa', de Gândavo, publicado em 1574, entretanto, a 'ilustração' língua já tinha sido levada a cabo pela geração de Camões, e o autor, para provar que a língua portuguesa era superior à espanhola, enumera os melhores autores nacionais, estabelecendo o primeiro cânone do idioma. Os dois diálogos testemunham, portanto, o momento em que o português se alçava ao patamar de língua de arte e cultura, e o nascimento da língua moderna, que falamos e escrevemos hoje. A presente edição traz o texto modernizado, acrescido de notas que facilitam sua compreensão, e também o fac-símile das edições originais.

Detalhes do Produto

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO