Aguarde...
 

FLAVIO DE CARVALHO


    R$ 60,00

    em até 2x de R$ 30,00 sem juros no cartão, ver mais opções

    Produto sob encomenda
    Previsão: 2 Semanas + Frete

    Calcule prazo de entrega e frete:

     - 
    Este produto pode ser retirado em loja

    FRETE GRÁTIS para o Sul e Sudeste nas compras acima de R$ 69,00; para o Centro-Oeste e Nordeste, nas compras acima de R$ 99,00; e, para o Norte, nas compras acima de R$ 139,00 - Confira o regulamento


    Sinopse

    Este volume reproduz as 105 ilustrações publicadas entre 4 de março e 21 de outubro de 1956, para acompanhar os 39 artigos da coluna A Moda e o Novo Homem , assinada por Flávio de Carvalho no Diário de S. Paulo. Influenciado pelos escritos do antropólogo escocês James Frazer (1854-1941), de Sigmund Freud (1856-1939) e do naturalista Charles Darwin (1809-1882), Flávio mescla nos artigos de A Moda e o Novo Homem fundamentos deTotem e u (1913) e d’A psicologia das massas (1921), de Freud, à teoria da cultura de O ramo de ouro (1922), de Frazer, e às ideias formuladas por Darwin em A origem das espécies (1859), es elecendo uma de suas mais intrigantes proposições. As ilustrações, que tomam por referência animais pré-históricos e subaquáticos, pinturas, esculturas e objetos de vários períodos e povos, tapeçarias, ilustrações de moda, cerâmicas marajoaras, africanas e neozelandesas, não constituem uma história da moda, um catálogo cronológico, ordenado e inteligível dos hábitos coletivos e transitórios de se vestir; antes, evidenciam a combinação de interesses do autor pela etnografia, pela psicanálise, pela sociologia e pela biologia e a extensa pesquisa que subsidiou esse trabalho.

    Detalhes do Produto

      • País de Produção: Brazil
      • Código de Barras:  9788526810372
      • ISBN:  8526810375
      • Encadernação:  BROCHURA
      • Altura: 23.00 cm
      • Largura: 23.00 cm
      • Comprimento: 1.30 cm
      • Peso: 0.77 kg
      • Complemento:  NENHUM
      • Nº de Páginas:  232

    Avaliação dos Consumidores

    ROLAR PARA O TOPO