Aguarde...
 

A COISA JULGADA NO CONTROLE DE


    R$ 137,00

    em até 4x de R$ 34,25 sem juros no cartão, ver mais opções

    Últimas unidades!

    Calcule prazo de entrega e frete:

     - 
    Este produto pode ser retirado em loja

    FRETE GRÁTIS para o Sul e Sudeste nas compras acima de R$ 69,00; para o Centro-Oeste e Nordeste, nas compras acima de R$ 99,00; e, para o Norte, nas compras acima de R$ 139,00 - Confira o regulamento


    Sinopse

    O livro enfoca de modo corajoso e inédito o problema da coisa julgada no controle de constitucionalidade e sua inexistência no controle concentrado de constitucionalidade. No Capítulo 1 aborda com profundidade o controle abstrato de constitucionalidade no Direito brasileiro, desde os aspectos históricos, até a análise mais detalhada dos instrumentos que a Constituição de 1988 disponibiliza para esse fim- a ação direta de inconstitucionalidade, a ação declaratória de constitucionalidade, a ação de inconstitucionalidade por omissão e a arguição de descumprimento de preceito fundamental. No Capítulo 2 é enfrentado em profundidade o instituto da coisa julgada com larga referência histórica e de direito comparado. O autor conclui no Capítulo 3 que o instituto da coisa julgada, tal como classicamente é concebido, não é aplicável às hipóteses de controle abstrato de constitucionalidade, chegando à firme conclusão de que as decisões proferidas nessa sede não se tornam, por isso mesmo, imutáveis. O objetivo do livro é trabalhar, de forma inovadora, a coisa julgada no controle de constitucionalidade abstrato, tipicamente tema de Processo Constitucional, levando-se em conta que a temática está definida na Constituição Federal e em Leis extravagantes (9.868/99 e 9.882/99). A obra constata que no controle abstrato de constitucionalidade não há formação de coisa julgada, já que as decisões do STF, neste modelo de controle, são imutáveis e vinculantes ao próprio STF, assim como ao Poder Legislativo, fazendo com que se possa sustentar e compreender que a coisa julgada só se forma no controle difuso de constitucionalidade, mas não no abstrato. Obra útil para advogados, juízes, promotores, procuradores e até para desembargadores e ministros, dada a importância para a atuação forense frente ao STF. Recomendada também para candidatos de concursos, pois o controle de constitucionalidade e a coisa julgada são temáticas que, com frequência, vêm sendo exigidas pelos editais e provas concursais. Leitura complementar para as disciplinas Processo Civil e Processo Constitucional dos cursos de graduação e pós-graduação em Direito.

    Detalhes do Produto

      • País de Produção: Brazil
      • Código de Barras:  9788597000177
      • ISBN:  8597000171
      • Encadernação:  BROCHURA
      • Altura: 21.00 cm
      • Largura: 15.00 cm
      • Peso: 0.60 kg
      • Complemento:  NENHUM
      • Nº de Páginas:  360

    Avaliação dos Consumidores

    ROLAR PARA O TOPO