Aguarde...

NATUREZA-MORTA



Últimas unidades!

Calcule prazo de entrega e frete:

 - 
Este produto pode ser retirado em loja
Entrega Foguete disponível.  

Sinopse

Como poderia ainda o sujeito moderno, aferrado ao imperativo de autoconservação individual e enrijecido contra tudo o que lhe recorde a natureza, a impotência e a morte, realizar uma experiência autenticamente moral? Eis a indagação de fundo que anima, do começo ao fim, este estudo sobre a obra tardia do filósofo alemão Theodor W. Adorno. Um estudo que, destarte, se detém sobre o caráter frio e calculista (correlato à frialdade do indivíduo burguês) assumido pela razão esclarecida nos tempos hodiernos, ou melhor, sobre a cruel impassibilidade promovida pela racionalidade cientificista moderna na forma de uma arrogada neutralidade axiológica. Um estudo, portanto, sobre a exigência (mais imperiosa do que nunca depois de Auschwitz) que recai sobre a razão para abandonar-se à eloqüência da dor, acolhendo uma dimensão expressiva, propriamente estética, no anseio - moral no sentido mais elementar do termo - de se abrir ao outro, fazendo-se sensível ao sofrimento alheio.

Detalhes do Produto

    • Origem:  NACIONAL
    • Editora: EDUSP
    • Coleção:  ENSAIOS DE CULTURA
    • Edição:  1
    • Assunto: Filosofia
    • Idioma: PORTUGUÊS
    • Ano:  2006
    • País de Produção: Brazil
    • Código de Barras:  9788531409516
    • ISBN:  8531409519
    • Encadernação:  BROCHURA
    • Altura: 16.00 cm
    • Largura: 23.00 cm
    • Complemento:  NENHUM
    • Nº de Páginas:  288

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO