Aguarde...

NO URUBUQUAQUA, NO PINHEM



Produto disponível até 15min após 
a confirmação do pagamento!

Sinopse

Em 1956, alguns meses antes da publicação de Grande Sertão: Veredas, João Guimarães Rosa lançou Corpo de baile, reunindo, em dois volumes, sete histórias posteriormente divididas em três títulos autônomos. Daí surgiram Manuelzão e Miguilim, No Urubuquaquá, no Pinhém e Noites do Sertão. NO URUBUQUAQUÁ, NO PINHÉM apresenta três dessas histórias que vagueiam pelos gerais na linguagem única de Guimarães Rosa.Música e dança são elementos constituintes dessas narrativas, nas quais personagens e cenários dão forma ao baile. É provável também que os temas se misturem e que, tanto no Urubuquaquá quanto no Pinhém, se fale de um único assunto: o homem em seus momentos mais agudos, em que a sua humanidade o desnuda e o faz transcender a sua própria condição."'Carregar peso leve é que cansa homem... Mas, faz mal não, você vem, que eu sirvo uma xicra de café...' Falava de velha para moço, quase brincalhã. Abria os braços, mas sem estouvamento nenhum. Era diversa de todas as outras pessoas."Trecho de A estória de Lélio e LinaJOÃO GUIMARÃES ROSA nasceu em Cordisburgo, Minas Gerais, em 1908, e é um dos mais importantes escritores brasileiros de todos os tempos. Sua primeira obra foi Magma, um livro de poemas - publicado postumamente em 1997 - com o qual obteve prêmio da Academia Brasileira de Letras. Estreou para o público, de fato, em 1946, com Sagarana, que se tornaria um marco em nossa literatura. Mas sua consagração definitiva viria dez anos depois com o romance Grande Sertão: Veredas. Eleito para a Academia Brasileira de Letras em 1963, só tomaria posse em 1967, morrendo três dias depois.

Detalhes do Produto

    • Ano de Edição: 2013
    • Ano:  2016
    • País de Produção: Brazil
    • Código de Barras:  2001024746842
    • ISBN:  9788520936719

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO