Aguarde...

O DESEJO PERVERSO



Últimas unidades!

Calcule prazo de entrega e frete:

 - 
Este produto pode ser retirado em loja

Sinopse

Sofrer ou fazer o mal requer a certeza da impunidade. Deve-se destacar a diferença entre causar dor, sofrer dor, crueldade, humilhação, e o desaparecimento, a perda de si mesmo. A dessubjetivação, o anonimato, a instrumentalização, a reificação e o objeto inanimado como causa do desejo são nomes equivalentes para o desaparecimento, que é colocado por Gide em sua obra e que o autor escolhe para demonstrar que o desejo é idêntico à quebra da versão tida como natural, na sua perversão ou inversão. O desejo, então, só poderá ser perverso, mas esse fundo perverso comum a todo desejo não significa apagar a diferença entre a estrutura do desejo estritamente perverso e os fantasmas perversos dos neuróticos. Nesta incursão pelo demoníaco que habita cada um, vamos nos deparar com o voto de morte ao feminino na discussão em que Mario Fleig coteja o particular e o universal por meio de seus dois pilares, a ciência e a religião. O autor também nos leva aos detalhes das condições de uma clínica da perversão e à interpretação do paradoxo do desejo do perverso por meio de uma entrevista com Charles Melman.

Detalhes do Produto

    • Ano de Edição: 2016
    • Ano:  2008
    • País de Produção: Brazil
    • Código de Barras:  9788588640122
    • ISBN:  8588640120
    • Encadernação:  BROCHURA
    • Complemento:  NENHUM
    • Nº de Páginas:  166

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO