Aguarde...

O QUE E A SUBJETIVIDADE?



Produto disponível até 15min após 
a confirmação do pagamento!

Sinopse

OBRA INÉDITAUm dos temas mais importantes da filosofia na visão de um dos maiores pensadores do século XX“O problema que nos interessa é o da subjetividade no âmbito da filosofia marxista.”Foi com essa afirmação que Sartre, em 1961, a convite do Instituto Gramsci em Roma, iniciou o debate com os principais intelectuais e dirigentes da esquerda italiana, buscando responder à pergunta que o perseguia desde 1930: o que é a subjetividade?Nesse encontro de três dias, além de oferecer um fino resumo de sua produção literária, Sartre desnudou o “subjetivismo”, que assimila o sujeito à consciência que ele tem de si mesmo, bem como o “objetivismo”, vulgata do materialismo dialético, que apenas vê na subjetividade o reflexo de uma posição de classe, dissolve o subjetivo no objetivo e reduz os seres humanos ao estatuto de personagens inconsistentes, representantes, sob diversas faces, de grandes estruturas impessoais.Para Sartre, ao contrário, a subjetividade é indispensável ao conhecimento do social. Procurou mostrar isso com o seu método característico, que consiste em apresentar o objeto pesquisado sob a forma do estudo de casos, como o episódio do operário antissemita, o amor em Stendhal, o anarcossindicalismo e a personalidade do colega de Le Temps Modernes, Michel Leiris.Na visão de Sartre, captar a subjetividade é compreender como as condições objetivas são interiorizadas e vividas, para assim explicar como é possível constituírem-se formas de práxis coletivas. A subjetividade é um “universal singular”, um “todo em perpétua totalização”, que se projeta ao se interiorizar e que se inventa ao se ignorar. Porque é no “não saber” que a subjetivação encontra a sua origem.Inédito no Brasil, O que é a subjetividade? traz uma importante discussão para a filosofia protagonizada por um dos maiores intelectuais do século XX.

Sobre o Autor

Filósofo, escritor e crítico francês, Jean-Paul Sartre é conhecido como representante do existencialismo. Nascido em Paris no ano de 1905, levava a ideia de que os intelectuais têm de desempenhar um papel ativo na sociedade. Artista militante, ele apoiou causas políticas de esquerda na vida e nas obras e recusou-se a receber o Nobel de Literatura de 1964. Sartre afirmava e defendia que o homem é responsável e livre por tudo que está à sua volta....
Veja todas as obras deste Autor.

Detalhes do Produto

    • Ano de Edição: 2015
    • Ano:  2016
    • País de Produção: Brazil
    • Código de Barras:  2001024708741
    • ISBN:  9788520925065

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO