Aguarde...

RACA E DEGENERACAO



Produto sob encomenda
Previsão: 7 Semanas + Frete

Calcule prazo de entrega e frete:

 - 
Este produto pode ser retirado em loja

Sinopse

Este belo livro de Jurandir Sá Barreto Jr. enfoca as concepções sobre as raças humanas no Brasil do final do século XIX e início do XX, especialmente entre os médicos da Bahia. Além de dar exemplos do preconceito racial presente no texto médico, o autor mostra como tais concepções estavam, em parte, apoiadas em teorias que na época eram consideradas científicas por uma parte da intelligentsia européia. Em especial, a craniologia fora importada pela medicina legal nacional para o auxílio na identificação do delinqüente, mesmo pelo grande Nina Rodrigues. Já as posturas teóricas mais gerais a respeito da ?degeneração? eram fundamentadas nas teses do darwinismo social, desembocando na eugenia. Jurandir consulta diversas fontes para construir um panorama geral da ideologia do racismo no Brasil, identificando três outras fases que se sucederam a este momento de importação de teorias racistas. Após a Primeira Guerra Mundial, há um esforço de muitos pensadores em demonstrar o branqueamento da população brasileira. E depois, com o culturalismo dos anos 30, passou-se a valorizar a mestiçagem como um fenômeno positivo. Finalmente, na década de 50, passou-se a questionar o mito de nossa democracia racial.

Detalhes do Produto

    • País de Produção: Brazil
    • Código de Barras:  9788578935757
    • ISBN:  8578935756
    • Encadernação:  BROCHURA
    • Altura: 21.00 cm
    • Largura: 14.00 cm
    • Complemento:  NENHUM
    • Nº de Páginas:  242

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO