Aguarde...

SOCIOLOGIA DA TECNOLOGIA

BIOPROSPECÇAO E LEGITIMAÇAO



Produto sob encomenda
Previsão: 3 Semanas + Frete

Calcule prazo de entrega e frete:

 - 
Este produto pode ser retirado em loja

Sinopse

Pensar a tecnologia como uma realidade própria, em suas características gerais, não significa negligenciar suas mais variadas formas de manifestações concretas - o que apresentam de peculiar e irredutível, a exemplo da biotecnologia, dos artefatos bélicos, dos equipamentos e dos conhecimentos relacionados à informática, às telecomunicações, aos novos materiais, e assim por diante. Cada uma dessas formas tecnológicas concretas possui especificidades, no que concernem aos impactos introduzidos na sociedade - em termos de melhoria ou de ameaça à qualidade de vida -, aos diferentes tipos de reação social - de apoio ou de resistência - e às possibilidades de valorização ou de limitação da dignidade humana. Aborda-se a tecnologia como um fenômeno distinto na sociedade, com o cuidado de não se cair naquilo que alguns autores consideram uma excessiva abstração ou generalização da tecnologia. Nesse sentido, cabe lembrar a crítica que se faz do tratamento genérico da tecnologia realizado por Heidegger. De acordo com essa crítica, Heidegger estaria negligenciando o conhecimento de novidades importantes no fenômeno tecnológico contemporâneo, e superestimando determinados efeitos negativos da tecnologia (relacionados à dominação humana), em detrimento de tantas outras possibilidades emancipatórias, a exemplo das novas técnicas para aumento da longevidade, das novas biotecnologias agropecuárias para a produção em áreas de baixa fertilidade, das modernas tecnologias de informação e de muitas outras situações em que são evidentes as conquistas humanas. Tudo isso exigiu estudo de muitas discussões e do material empírico levantado, para relacionar adequadamente as características mais gerais da tecnologia às peculiaridades de uma de suas formas atuais de maior impacto - a chamada bioprospecção -, e para não cair em esquemas analíticos muito simplificadores e com grandes apelos ideológicos. A esse respeito, há que se considerar o forte componente político e ideológico que perpassa o cerne das discussões sobre a bioprospecção contemporânea, do qual o pesquisador não está imune. Ciente das dificuldades envolvidas nessa empreitada, o presente ensaio se lançou, mesmo assim, a esse desafio.

Detalhes do Produto

    • Ano:  2009
    • País de Produção: Brazil
    • Código de Barras:  9788579280009
    • ISBN:  8579280001
    • Encadernação:  BROCHURA
    • Peso: 0.33 kg
    • Complemento:  NENHUM
    • Nº de Páginas:  200

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO