Menu
Todo o site em 10x Sem Juros - Clique e confira o regulamento

LULA E MINHA ANTA

Formato: Livro

Autor: MAINARDI, DIOGO

Idioma: PORTUGUES

Editora: RECORD

Assunto: LITERATURA BRASILEIRA - CONTOS E CRÔNICAS

R$

ou em até 3x de R$ 13,33
sem juros no cartão de crédito

ou até 6x R$ 6,66 sem juros com cartão Livraria Cultura Itaucard e ainda ganhe 400 pontos no programa +cultura.

Clique para Comprar
Comprar

Disponibilidade

Como funciona nossa entrega

Produto disponível. Veja as localidades e condições da Entrega Foguete.
Disponibilidade de acordo com a quantidade de produtos em estoque.

Entrega Foguete

Agora você pode participar do nosso site inserindo seus vídeos, suas imagens e links para seu blog ou website. Clique nos ícones ao lado e participe!

Especificações Tecnicas

ISBN:

ISBN-13:

Idioma: português

Encadernação: Brochura

Peso: 0,310 kg

Edição:

Ano de Lançamento: 2007

Número de páginas: 240

Sinopse

Em 'Lula é minha anta', Mainardi reúne uma coletânea de crônicas sobre o escândalo do mensalão publicadas pelo autor na revista Veja, da qual é colunista. Mas não se trata de uma reunião pura e simples dos textos de Mainardi sobre os escândalos de Brasília. No livro, as crônicas são alinhavadas com comentários inéditos sobre os artigos que contam os bastidores do trabalho do colunista.

  • 65 Opiniões:

    Opine
  • 10/03/2014

    John

    Otimo livro, recomendo a todos.

  • 11/12/2013

    Hermes

    Cito Diogo Mainardi: Chegaram a atribuir motivos ideológicos à minha campanha contra o presidente da república. Não é nada disso. Só tentei derrubá-lo por esporte. Há quem pesque. Há quem cace. Eu não. Eu tento derrubar Lula. Ele é minha paca. Ele é minha anta.
    Desnecessário dizer que o autor não chama o Lula de anta, ele usa uma metáfora.

  • 27/11/2013

    Vinicius Medeiros

    É incrível a capacidade de Mainardi exprimir em seus textos a empáfia dum homem medíocre como o ex-presidente Lula. O livro é tão provocante e sincero, que trás a página de comentários inúmeras vezes repetidamente até os recalcados do lulo-petismo.

    Caro leitor interessado, compre este livro! Não se assuste com as estrelinhas a menos, na verdade, se há tantos comentários para um livro que é tão mal avaliado, é porque há algo de errado.

    Compre e descubra porque Lula deveria ser a anta de cada um dos brasileiros. Cacemos-o.

  • 19/10/2012

    sonia

    Concordo plenamente com Maurício M .Pupo.Um jornalista medíocre e sem noção de respeito.

  • 11/10/2011

    ARAQUÉM

    A ANTA, TAMBÉM CONHECIDA COMO TAPIR, É UM UNGULADO QUE POSSUI UM NARIZ MÓVEL, MAS NÃO O COLOCA ONDE NÃO DEVE, AO CONTRÁRIO DO NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESTE PAÍS. TAMBÉM NÃO TEM LÍNGUA NEM RABO PRESOS.
    ASSIM, NA DEFESA DESSE NOBRE ANIMAL, QUERO DIZER QUE A COMPARAÇÃO FEITA POR MAINARDI, DESMERECE NOSSA FAUNA.
    OS MENTECAPTOS ELEITOS PELOS MENTECAPTOS DEMOCRATAS HETEROTRÓFICOS EXTRATIVISTAS E PARASITAS, CUJA SIMPLES MENÇÃO DA PALAVRA TRABALHO É UM ACINTE, PRECISAM SER ADJETIVADOS NO QUE REALMENTE SÃO: ENERGÚMENOS.
    NO MAIS, O LIVRO É PALPITANTE E PREENCHE COM CORAGEM UMA LACUNA DO JORNALISMO ATRELADO DA ESQUERDA SIM SENHOR.

  • 21/09/2011

    Patricio

    Diogo Manardi é o único intelectual e jornalista genuinamente independente desta nação de antas subservientes a qualquer governo. Suas críticas ferinas à índole brasileira, que ele conhece melhor que ninguém e por isso mesmo despreza, são sempre justas, e sua coragem em criticar abertamente a quadrilha de corruPTos que loteou o Brasil liderada por essa farsa colossal chamada Lula, é nada menos que épica. Numa palavra: Mainardi é nosso Voltaire.

  • 15/03/2011

    Cristiano

    Pra quem gosta de propaganda partidária é uma boa pedida. O tema proposto é muito mal conduzido pelo autor. O texto é muito superficial e mesmo as tentativas de parecer engraçado e irônico não conseguem esconder o vazio conceitual.

  • 19/08/2010

    Arthur

    Diogo Mainardi é um dos mais brilhantes jornalistas brasileiros. Seus textos sempre mordazes, tocam fundo nas feridas. Os PeTralhas, com toda razão, não costumam gostar. É duro não saber ler.

  • 08/07/2010

    Jair

    É uma pena que um grande jornalista , se dedique a escrever um livro de baixo nível como esse , desrespeito total com o país,digno de pena.

  • 13/06/2009

    Johnny

    Eu confesso que gostava dele quando o mesmo escrevia sobre cultura, mas quando me inteirei melhor a respeito de suas outras obras, passei a repudiá-lo, não bastasse a falta de talento como escritor, tornou-se o porta-voz de uma corrente política ''intelectual'' em decadência no país, felizmente. Os conceitos desse senhor remetem ao pensamento político dos coronéis da UDN, tamanho é o seu anacronismo. É sem sombra de dúvidas a figura mais reacionária do país no momento. Só lamento que ele tenha esse espaço privilegiado na mídia. Mas ao mesmo tempo, reconheço que alguém como ele não conseguiria notoriedade de outra forma, já que demonstrou muito claramente sua limitação como romancista.

  • 06/05/2009

    Marcus Vinícius

    Primeiramente esclareço não ser vinculado nem simpatizante de nenhum partido político. É uma pena ler uma capa tão ofensiva à uma pessoa, principalmente, ao nosso presidente. Apesar de todos os problemas ocorridos em seu governo, ele é um dos homens públicos mais reconhecidos no mundo.
    Quando adolescente, me preparando para o vestibular, achava bonito e arrojado o estilo de escrever do autor deste livro desrespeitoso. Hoje, terminando meu doutorado, vejo que de arrojado ele não tem nada. Se dirige às pessoas de forma agressiva, grosseira, desrespeitosa, ... Se publicamente ele usa termos e expressões chulas ao presidente, imaginem quais eles usam em seu cotidiano a se referir a outras pessoas. Se ele não simpatiza politicamente e/ou pessoalmente com a pessoa do presidente isso tudo bem, mas agir desta forma é no mínimo, sem ética e educação. Acredito não ter sido este os ensinamentos recebidos por ele durante sua formação como pessoa. Prefiro não estar equivocado.
    Definitivamente não é algo que valha à pena ler. Não vou me referir a este autor como anta, estaria me rebaixando ao mesmo nível dele. Espero que este livro seja esquecido e que adolescentes como já fui um, não se iludam com a rebeldia desmedida e desrespeitosa de certos autores que buscam aparecer.

  • 21/01/2008

    Paulo

    Creio que os partidarios radicais sem embasamento algum - leiam-se PTistas que ainda estão parados no tempo - não estão em condições de fazer um comentario negativo sobre uma obra profissional. Se ao menos horassem o seu proprio nome (Trabalhadores), respeitariam a opinião de quem trabalha escrevendo artigos/livros sobre criticas oposicionistas.

  • 08/01/2008

    Maurício M. Pupo

    Na qualidade de jornalista, me sinto ofendido por esta obra. Fiquei chocado com o título do livro, que chama a atenção por sua gorsseria ofensiva contra uma figura pública, coisa inédita a ser colocada numa capa.
    Digo em nome da enorme maioria dos formados nesta área: as crônicas de Mainardi são conhecidas pelo maniqueísmo, ódio partidário e violação das condutas mais elementares do jornalismo profissional. O autor por sua vez carrega uma pilha de processos nas costas por calúnia, difamação e danos morais... Está atualmente sendo processado até por Paulo Henrique Amorim. O presidente Lula pode também facilmente processá-lo pela ofensa na capa.

    Gostaria assim que a Livraria Cultura por favor se pautasse por questões éticas e até mesmo legais antes de disponibilizar este tipo de obra, tão imerecida em suas renomadas prateleiras.
    Tenho a grande esperança de que este tipo de escritor sem ética e amoral tenha um dia o fim que merece: o esquecimento.

  • 31/12/2007

    JJ

    Excelente livro. A ordem cronológica ajuda os menos avisados a entender o lulismo e seus insistentes esquemas de corrupção.

  • 28/12/2007

    Jackson Raymundo

    Anta é comprar um panfletinho como este do Diogo Mainardi... A Cultura tem milhares e milhares de bons livros, pobre de quem lê acha esse recalcado o máximo!

  • 12/12/2007

    Isa

    esses esquerdistas que não querem ver a verdade! Há! criticando a Veja! Logo a melhor revista do Brasil. Minha gente, só um conselho: vão adquirir mais cultura! e cultura de verdade, algo útil, por favor.

  • 12/12/2007

    Isa

    Há! Livro ótimo! Alguém pra desmascarar as farsas de Lula. Enquanto isso alguns coitados ainda caem na dele! Faz-me rir! São todos do mesmo saco: Lula, Che Guevara, Fildel, Chavez e por ai vai! Querem enganar o povo fingindo serem democráticos e amigos dos pobres, mas não são não! Vê só o Hugo Chavez manda e desmanda como se a Venezuela fosse propriedade sua. Faz muito bem se opor a esse pessoal atrasado do socialismo e dos esquerdopatas também! Diogo Mainardi de parabéns. Que a Revista Veja mantenha esse padrão de excelência. (Qualquer dia desses ainda saio com uma camisa de Che, mas com um X enorme no rosto dele)

  • 07/12/2007

    Marcelo

    Na Veja dessa semana, Diogo escreveu sobre a ''sensura''que foi feita em um aeroporto de SP, pelo que ele escreveu ninguém sabe quem deu a ordem de retirada de uma propaganda do livro dele.
    Foi pela leitura da coluna dessa semana que decidi comprar esse magnifico livro, brilhante !
    Ainda bem que o Diogo tem a capacidade e habilidade para escrever e até mesmo denunciar essa corja que existe no congresso.
    É um absurdo os comentérios que eu li sobre o livro.
    Eu acho que a verdade doi de fato, pois não é possivel que essas pessoas não vejam o que está acontecendo com essa corja de bandidos que administram o Brasil.
    Ahhhh esqueci, o Lula não sabe disso não é ?
    Valeu Diogo !!

  • 02/12/2007

    Carlos Virgilio Nepomuceno

    A falta de cultura, o comportamento antiético e desonesto, e o populismo do presidente da República são tratados de forma implacável pelo jornalista Diogo Mainardi. Às vezes ele pega um pouco pesado, porém um regime democrático que se preze precisa de pessoas como ele, que não enfiam o rabo entre as pernas e não fazem média com o ''puder''.

  • 23/11/2007

    Marcelo Munhoz

    Li e gostei. Outros afirmam não terem lido e não terem gostado (?). É nitido que os que estão contra acabam demonstrando o tipico autoritarismo da esquerda, hoje bem (??) representado por CHavez, o Chapolim Colorado, com a censura ao que contraria seus interesses. Só falta quererem fechar a Ed Record, a Veja ou a Rede Globo.
    Não gostei do título e neste caso sim, Diogo Mainardi merecia um processo no IBAMA: As Antas não merecem a comparação ...

  • 22/11/2007

    João Silva

    Realmente, é de rir ver os comentários dos petistas cegos que aqui escrevem, pois os mesmos sabem que a verdade dói, e dói mais ainda agora que os mesmos são governo, e não oposição, como sempre foram nesta vida vermelha e sem graça.

  • 20/11/2007

    Claudio

    Caso você queira se desinformar, então essa é a leitura certa para você. Um dos maiores, senão o maior, impostor do Brasil na atualidade.

  • 12/11/2007

    Gilberto

    Diogo Mainardi, esse pseudojornalista, candidato frustrado a Paulo Francis, reúne as pérolas de sua indignação rebelde-sem-causa-da-ilha-de-Caras-e-que-quer-entrar-para-o-Cansei neste livro deplorável, que não recomendo.

  • 07/11/2007

    Josue' Medeiros

    Muito bom!

  • 31/10/2007

    Burke

    O livro é ótimo, muito engraçado - e verdadeiro. Tanto que os petistas que o atacam se limitam a falar mal do FHC, e não se atrevem a defender o Lulla. Mas o Mainardi também nunca falou bem do FHC; os petistas é que sempre foram os arautos da moralidade... até que chegaram ao poder.

  • 30/10/2007

    Rafael

    Toda semana temos doses homeopáticas da arrogância de Mainard transmitida por mal traçadas linhas na revista Veja. Agora estes artigos que transmitem, a peso de ouro, imagino, o ódio da elite brasileira, que desde sempre conduziu este país a seu favor, são condensados em um livro que, como dizem, não deve valer o quanto pesa. O problema não está na crítica, mas nos argumentos levantados. Chega a dar saudade de Delfin Neto.

  • 30/10/2007

    Kim Lutzer

    Não sou petista, e se alguém tem medo da verdade, esse alguém certamente não é o Lula. Basta ver quem era o PGR de FHC e o esforço que fez para impedir qualquer CPI em seu (des)governo. Quanto ao Sr. Mainardi, este, ao contrário de sua *Anta*, nem biografia tem: não passa de uma arrivista tentando fazer carreira às custas de seu preconceito atávico. Pudera! Num país onde Paulo Coelho é best-seller e membro da *Academia*, não causa qualquer surpresa lermos aqui tantos comentários elogiosos a esse pretenso filhote da UDN. Se bem que Carlos Lacerda, pelo menos, sabia argumentar. De qualquer modo, Lula merecia uma oposição um pouco mais madura e menos ruidosa. Pior que os panfletos de esquerda (petistas inclusive), são os péssimos panfletos dessa direita desgovernada, sem rumo e dando tiro no próprio pé.

  • 28/10/2007

    mariellle

    Só o fato de ver tantos petistas indignados que
    escrevem aqui neste espaço,me faz ter certeza que o
    livro deve ser muito verdadeiro..e que eles continuam
    sentindo muito medo das verdades.

  • 26/10/2007

    Toni S.

    Será que os esquerdopatas de plantão são cegos ou burros? Quero supor que sejam burros, porque até os cegos ouvem os absurdos cometidos pelo atual governo. O fato de a atual admnistração ser péssima não qualifica as anteriores como ótimas. Será que as pessoas que criticam o Mainardi não vêem isso? É uma saída fácil demais chamá-lo de pelego e tapar os olhos à realidade.

  • 26/10/2007

    Asteristiko

    O que seria de Mainardi sem Lula? Um zero à esquerda... Se bem que ele não gosta muito de ficar à esquerda. Mas, fazer o quê? Para Mainardi Lula é o assassino dos passageiros do vôo da TAM.

    E quem seria o assassino dos mais de 500 cidadãos, a maioria inocente, que, em 12 de maio de 2006, foram chacinados pelo PCC em São Paulo, sob a ciência da Secretaria de Estado de São Paulo? Mas isso não interessa a Mainardi. O negócio dele é o LULA. Nunca houve tanta corrupção no Brasil. Nunca? Nossos ''intelectuais'' já se esqueceram da emenda da reeleição do FHC, do Engavetador Geral da República, das CPI's barradas pela tropa de choque, tanto de FHC quanto de Alckimin. Sem falar dos milhões de dólares na Suíça...

    Lula, longe de ser sua ANTA, é seu MANTRA, sua obsessão. Quando Lula se for, Mainardi ficará órfão, deprimido e melancólico. Se não se cuidar, terá o mesmo destino do Paulo Francis.

  • 26/10/2007

    Pedro Henrique

    Se antes da leitura do livro do Mainardi eu já considerava o PT um partido demagogo, populista, irresponsável, mal-intencionado, desonesto, terrorista, antidemocrático, comunista e - considerando a severa repressão aos que lhe fazem oposição - fascista, agora tenho certeza que também é incompetente, inescrupuloso e ladrão. De seu líder máximo, ou é uma anta que nada sabe (exceto quanto ao que ocorreu no governo dos outros) ou é o avalista de tudo isso.

  • 26/10/2007

    carlos antonio lopes

    Para regozijo de alguns, existem escrevinhadores como esse.Não dá pra não dizer que se trata de anta autora falando de antas...É uma pena pois ele deveria saber escrever melhor sobre sua própria espécie:Não lhe falta ANTORIDADE. Na verdade, o garoto está por certo flertando com a tucanagem capitaneada pela Maria Antonieta dos trópicos (vulgo FHC)maravilhada que era pelos salões e rapapés.Tão logo a tucanagem alce vôo rumo ao poder, o jovem escrevinhista (neologismo merecido)se colocará na oposição pois ele descobriu seu verdadeiro talento:criar celeuma...falta-lhe por certo, viver um grande amor!

  • 25/10/2007

    Fernando Arthur

    A manada de antas que seguem nossa anta líder, por interesses escusos ou desinformação, ficam exaltadas quando alguém põe a nú a desavergonhada política do ''toma lá dá cá'' da anta-mor cachaceira. Sou brasileiro, mas fico envergonhado de ter um presidente que nasceu analfabeto (deve ser hereditariedade, pois a mãe dele também nasceu assim), nunca se preocupou em estudar, e vive mundo a fora se pavoneando e falando besteiras. É natural que o Mainardi levante tanta polêmica e cause tanta raiva ao rebanho ''antino'', pois tem coragem de expor suas trapalhadas e falcatruas. Precisamos de alguns Mainardis na Câmara e no Senado, para fazer companhia ao Gabeira, Simon, Buarque, e mais uma meia dúzia de políticos honestos que ainda temos no Congresso.

  • 25/10/2007

    José Bento

    Li as crônicas originalmente na Veja e agora brilhantemente reunidas no livro e confesso que me surpreendi, agora lendo o conjunto delas, ao verificar o quanto Mainardi foi perspicaz desde o princípio em perceber a impostura que é o governo do ''noço líder'' e de ''çeu partido''. Parabéns Mainardi, ''nunca antes na história desse país'' precisamos tanto de jornalistas como você!

  • 25/10/2007

    Giovanni

    Certamente este será o ''livro de cabeceira'' dos Tucanos e dos Demo's. O conteúdo do livro é exatamente aquilo que a imprensa séria classifica de ''esgoto''. O Diogo está para a Veja assim como a Veja está para o Diogo. Um veículo e um pseudo-jornalista a serviço da DESINFORMAÇÃO.

  • 25/10/2007

    Ogoid Idraniam

    Ontem assisti o filme ''Tropa de Elite''. Acho que o Cap. Nascimento deveria visitar o Lula e dar uns safanões nele, dizendo: ''você não é um presidente: você é um moleque!''.
    A propósito do livro, já li a maior parte das colunas. É imperdível. Como o filme ''Tropa de Elite''.

  • 25/10/2007

    marcelo

    O jornalista??? mainardi usa a velha técnica de fazer um monte de acusações caluniosas, sem base nenhuma, e provocar os acusados, para ser processado e posar de vítima. Ele é um lixo igual ao Jabor e tantos outros que, infelizmente, somos obrigados a aturar. E diz a sabedoria popular que a vida é sábia, o que para bom entendedor basta.

  • 24/10/2007

    Walther

    Só comprei o livro para constatar o quanto horríveis são as crônicas. Pensei que ia mudar de idéia, mas que nada.
    Não vale a pena gastar seu dinheiro.É pessimo, não sei como tem tanta gente que aplaude o autor. Se é que tem mesmo. Pêsames!

  • 24/10/2007

    Juliana Matos Lima

    É realmente difícil conceber a idéia que uma anta seja representante deste país.Aliás,nunca antes na história deste país(...)uma anta chegou tão longe, enfim, é compreensível que existam tantas opiniões criticando a simples verdade que Diogo Mainardi escreve tão brilhantemente.O livro, assim como seu autor, é extremamente autêntico,apesar de já estarmos cansados de saber as sujeiras desse governo,aliás,quem não sabe de nada não somos nós!!!!

  • 23/10/2007

    Jo Mak

    Mais uma vez, o reacionários de plantão avacalham qualquer, manifestação relativas as ''maracutaias'' provenientes de um governo cego e conivente.
    Parábens, ao Diogo Mainardi, pelo menos tem um olho em terra de cego.

  • 22/10/2007

    Daniel

    Excelente. Nada menos do que isso. É impressionante a patrulha de plantão dando opinião aqui no site da Cultura. O adjetivo mais utilizado por eles é LIXO para qualificar o livro. Lixo é o que Mainardi denuncia: mensalão, políticos medíocres, jornalistas encabrestados e por aí adiante. Ele faz aquilo que todos os jornalistas deveriam fazer por vocação ou obrigação: fiscalizar! E denunciar! O país precisa cada vez mais de escritores assim. Vida longa ao Diogo e breve aos patrulheiros esquerdopatas.

  • 21/10/2007

    Mateus

    Coitado do Mainardi, para ter algum destaque em sua carreira mediocre agarrou-se na opinião e na visão de mundo do setor mais retrógado de nosso país. Sua atividade resume-se a escrever o que a parte conservadora e golpista da classe média brasileira quer ouvir... Não tenho raiva dele, tenho pena...

  • 19/10/2007

    Marcolino Lula da Silva

    Apesar de tudo que esse jornalista escreve, ainda continuamos a errar em nossas escolhas. Infelizmente, o Brasil só vai mudar quando aprender a ler. E quando isso acontecer, não vai sobrar ninguém dessa espécie!!!

  • 19/10/2007

    Rodrigo

    Ele escreve mal, mente, é antiético e odeia os jornalistas. Suas críticas são apenas provocações xulas, beirando o autoritarismo...

  • 18/10/2007

    João Norberto Paes

    O livro é ótimo, mas não faz sentido para o brasileiro típico, que prefere sentir-se protegido pelo Grande-Pai-Lula, ao invés de encarar a realidade do nosso governo do qual o mensalão é apenas a ponta de um iceberg (de lama).

  • 16/10/2007

    João de Deus

    É assim: o papel aceita tudo, editoras também! E qualquer anta escreve um livro!

  • 15/10/2007

    Marcio Santana

    Os trabalhos de Diogo Mainardi são fruto de um sério trabalho de apuração. Suas opiniões são francas e diretas. Não se esconde sob o mito da neutralidade do jornalista. Ele julga, opina e critica com seriedade e coragem, sem hipocrisia.

  • 15/10/2007

    Newton

    Diogo Mainardi aprendeu muitas coisas na vida, com certeza. No jornalismo ele conseguiu aprender algo muito interessante. No passado, quando utilizavamos máquinas de escrever para redigir um texto, diziamos que ''papel aceita tudo''. Hoje podemos dizer que teclado e tela de micro também aceitam tudo, mesmo que seja uma bela porcaria.

  • 15/10/2007

    Sandra Salomé


    Tudo que o Mainardi escreve sobre o atual governo PT/LULA deve ser guardado com carinho para no futuro (espero próximo) possamos mostrar para as crianças de hoje e dizer ''Vejam! O Brasil passou por isto e sobreviveu''. Somos fortes.......

  • 15/10/2007

    Neto

    Vocês vão ver que o Diogo tem razão quando implacar o terceiro mandato da Anta , digo Lula .

  • 14/10/2007

    Fransuêldo Vieira de Araújo

    Desde tempos antanhos que a nossa elitizinha adestra um estulto para espalhar estultíces brasil afora, a anta do diogo manada de mainarda é o mais saliente deles no momento político em que vivemos. Há bem pouco tempo, tínhamos o ambivalente e tosco pretenso intelectual paulo francis, que da janela de sua americanofilia novayorquina
    insultava o BRASIL EOS BRASILEIROS com seus ''reconhecidos recursos intelectuais'' a construir teses de racismo, homofobia, sexismo, imperialismo necessário, dependência e insubordinação política inevitável e outras lorotas que tanto construiam as chamadas e ''insubstituíveis culturas superiores''.
    o deletério diogomanada de mainarda, nada mais representa que a continuidade dessas figurinhas que a extrema direita nacional se utiliza com fim precípuo, imbecilizar ainda mais o desassistido e desinformado leitor nacional.

    já naão se fazem mais panfletos(revistinha vejanada)como antigamente e, muito menos panfetários (vide bula do diogomanada demainarda....como antigamente...se lia para argumentar sobrea arealidade se via para se analizar...não é bem o caso da ambibesta do dioguinho.....

  • 13/10/2007

    Glaudionor Gomes Barbosa

    Impossível encontrar qualquer sintoma de coerência no texto, pois o mesmo é um amontoado de tolices.

  • 13/10/2007

    Flavius Marcus Lana de Vasconcelos

    Diogo Mainardi é a figura mais nauseabunda da mídia brasileira, em conjunto com Arnaldo Jabor, outro calhorda, estabelece a opinião de uma direita que além de fascista é patética.

  • 12/10/2007

    Jenoveva Pinhão Matedi

    Quem?????? O quê??????? Nããããããããããããã...ooooooooo....

  • 12/10/2007

    thiago

    gastar árvores pra imprimir esse panfletinho é crime ambiental.
    A Record devia pagar uma multa pesada pro IBAMA...

  • 11/10/2007

    Daniel

    Um livro de leitura obrigatória para quem não tem o que fazer.

  • 09/10/2007

    Jorge Alberto da Cunha Rodrigues

    Diogo Mainardi é um dos poucos representantes da chamada ''grande imprensa'' que demonstra grande indignação em relação a situação atual do Brasil: onde impera a corrupção, o populismo e o aparelhamento do estado. Ler as lúcidas crônicas de Mainardi é um excelente paliativo para a dor de ver o Brasil em condição tão lastimável.

  • 06/10/2007

    antonio

    não li. fico surpreso em ver como ainda há quem compre! concordo que seja anti-ecológico publicar esse tipo de coisa.

  • 05/10/2007

    Ricardo Lima Vieira

    Possuo vários títulos do grupo Record, e lastimo demais o selo principal do grupo publicar um ''livro'' deste ''colunista'' daquela ''revista''.

    Caberia bem este ''livro'' no selo de auto-ajuda do grupo. Com certeza os leitores se deleitariam com os ensinamentos edificantes do ''colunista''. Sugeriria até que cada cidadão que comprasse o ''livro'', ganhasse uma edição da ''revista''... Mas, pensando bem, os que se dignam a comprar o ''livro'', muito provavelmente devem se assinantes da ''revista'', e devem ter orgasmos intelectuais com a leitura da mesma.

  • 05/10/2007

    Giba

    Diogo Mainard é do tipo que não lê nada, não vê nada daquilo que ele não gosta, ou julga não gostar, mas ainda assim se acha expert em tudo. Se você é uma anta, leia o livro, e terá aprendido as maiores lições de idiotice ensinadas por um mestre, por um sujeitinho que teve tudo na vida e que engambela leitores desavisados, só porque aprendeu a argumentar sem ter razão, a dizer tolices utilizando palavras bem torneadas, com recheio de bravatas e fanfarrices.

  • 05/10/2007

    CELSO NOGUEIRA

    Lixo é o que nós instalamos no Planalto.
    Discordo de várias idéias de Mainardi (por exemplo, sobre o aborto), mas é inegável que ele sabe escrever, falar e, principalmente, pensar (qualidades raras, hoje em dia...). Tem humor e sabe ironizar a si mesmo. Sabe enfrentar, com galhardia e sem nenhum resquício de auto-piedade, um grave problema de saúde de seu filho. Aos que não gostam de seus textos (e têm, claro, todo o direito de criticá-lo), permito-me sugerir, como alternativa, uma coletânea de discursos do Noço Guia.

  • 05/10/2007

    Cristiano

    Se Lula, presidente do Brasil, é uma anta, o que será um empregadinho da Veja e da Globo disfarçado de Antônio Conselheiro das elites?

  • 03/10/2007

    ALUIZIO

    É anti ecológico gastar papel para impressão de livros deste autor...

  • 03/10/2007

    Avelino Grota

    Eu não sou uma anta. Você não é uma anta. Diogo Mainardi não é uma anta. Se você concorda com uma ou duas dessas afirmações, compre o livro. E o leia. E o releia. ''Nunca antes neste país'', para evocar a célebre homenagem à modéstia formulada por Nosso Guia, foi tão preciso que lêssemos e relêssemos um livro como esse. Eu já li todas as crônicas. Já as reli também. Agora quero lê-las por uma terceira e por uma quarta vez. Lê-las sempre, aliás. Para não esquecer. Não quero esquecer. Não posso esquecer. Não vou esquecer.

  • 29/09/2007

    Guillermo

    Se você gosta de lixo, não perca a oportunidade de adquirir mais um dos lixos do intelectualóide da pseudo-revista Veja.

Vídeos Relacionados
Diogo Mainardi no Jô (parte 01)

Diogo Mainardi no Jô (parte 01)
Lula é minha anta

Lula é minha anta

Links Relacionados

MAINARDI, DIOGO
Diogo Mainardi nasceu em São Paulo. Mora no Rio de Janeiro. É colunista de Veja desde 1999. Participa do programa Manhattan Connection, no canal GNT. É autor dos romances "Malthus" (1989), "Polígono das Secas" (1995) e "Contra o Brasil" (1998), e do volume de crônicas "A tapas e pontapés". Escreveu dois roteiros cinematográficos: "16-0-60" (1995) e "Mater Dei" (2000).

Opinião do Leitor

  • 65 Opiniões:

    Opine
  • 10/03/2014

    John

    Otimo livro, recomendo a todos.

  • 11/12/2013

    Hermes

    Cito Diogo Mainardi: Chegaram a atribuir motivos ideológicos à minha campanha contra o presidente da república. Não é nada disso. Só tentei derrubá-lo por esporte. Há quem pesque. Há quem cace. Eu não. Eu tento derrubar Lula. Ele é minha paca. Ele é minha anta.
    Desnecessário dizer que o autor não...+ ver mais

Voltar

CONTRA O BRASIL

'Contra o Brasil' conta a história de Pimenta Bueno. Herói deste romance, é o antibrasileiro por excelência. Tem sempre na ponta da língua uma coleção de impropérios contra o Brasil - emitidos originalmente por Lévi-Strauss, Darwin e Gobineau. Mainardi faz, dessa obra, um desabafo bem-humorado das mazelas do nosso país....

ARQUIPELAGO

Em 'Arquipélago' , o autor apresenta uma alegoria feroz e grotesca do dia seguinte de um dilúvio. Uma história cômica e filosófica de um líder-narrador que comanda dez personagens anônimos na reconstrução de uma sociedade depois das chuvas que inundam a cidade de Pedranópolis.

MALTHUS

Livro de estréia do autor e vencedor do Prêmio Jabuti de 1990, 'Malthus' traz uma novela e dois contos curtos carregados de fantasia e farsa. Sucesso de crítica e público na época do lançamento, a obra foi publicada na Itália e recebeu elogios do escritor norte-americano Gore Vidal.

POLIGONO DAS SECAS

Uma crítica aos clássicos da literatura regionalista, 'Polígono das secas' mostra histórias que se passam no sertão, em meio à seca e à pobreza. Manuel Vitorino carrega o filho morto nos braços rumo ao cemitério; o vaqueiro Cristiano Castro tem as pernas e um braço amputado por ordem do senador Pompeu... um personagem...

A TAPAS E PONTAPES

Neste livro estão reunidas algumas das melhores crônicas do polêmico jornalista Diogo Mainardi para sua coluna semanal na revista Veja, retrabalhadas para a publicação deste livro. Do governo Lula às favelas cariocas, nada escapa da fina ironia do autor.

QUEDA, A - AS MEMORIAS DE UM PAI EM 424 PASSOS

Neste livro o autor apresenta memórias sobre seu filho Tito. Vítima de erro médico em um hospital de Veneza, Tito nasceu com paralisia cerebral. O autor procura mostrar como a relação com o filho norteou sua vida desde então, e como ele lida com a culpa e os culpados pela paralisia de Tito.

POLIGONO DELLA SICCITÀ, IL

Manoel Vitorino vaga alla ricerca di un cimitero portando tra le braccia il cadavere del figlioletto; a Cristino Castro sono state amputate entrambe le gambe e un braccio per ordine del Senador Pompeu; Piquet Carneiro è stato trasformato in bue per pagare lo scotto delle sue malefatte; Catarina Rosa, travestita da uomo,...

Voltar

CONTRA O BRASIL

Livro

 R$40,00
 

ARQUIPELAGO

Livro

 R$30,00
 

MALTHUS

Livro

 R$30,00
 

POLIGONO DAS SECAS

Livro

 R$32,00
 

A TAPAS E PONTAPES

Livro

 R$35,00
 

QUEDA, A - AS MEMORIAS DE UM PAI EM 424 PASSOS

Livro

 R$26,90
 

POLIGONO DELLA SICCITÀ, IL

Livro

 R$38,40
 
Avançar
ATENÇÃO
Os preços dos produtos estão sujeitos a alteração sem prévia comunicação.
Os pedidos ficam condicionados a disponibilidade do estoque da Livraria Cultura e de nossos fornecedores (editoras e distribuidores).

Tags desse produto

msm indica (1)

Minhas tags para esse produto

Para atribuir suas Tags para este produto, clique aqui e faça seu login.

Últimos produtos visualizados

Quer saber o que andou olhando?

LULA E MINHA ANTA

Em 'Lula é minha anta', Mainardi reúne uma coletânea de crônicas sobre o escândalo do mensalão publicadas pelo autor na revista Veja, da qual é colunista. Mas não se trata de uma reunião pura e simples dos textos de Mainardi sobre os escândalos de Brasília. No livro, as crônicas são alinhavadas com comentários inéditos...

  • Livro

    LULA E MINHA ANTA

    DIOGO MAINARDI

     R$40,00
     

Fique atento! A disponibilidade de estoque de alguns produtos não é a mesma no site e nas lojas físicas. Os preços e condições aqui indicados são válidos apenas para compras online.
Em nossas lojas, por favor, consulte um vendedor.

Livraria Cultura S/A | www.livrariacultura.com.br | Av. Paulista 2073, Ed. Horsa II, 8º andar, Cerqueira Cesar, CEP 01311-940, São Paulo - SP - Brasil
CNPJ 62.410.352/0001-72 | IE 111.133.781.116 | PABX 11 3170-4033

Livraria Cultura

Todos os direitos reservados. Copyrights 2014.