Menu
Todo o site em 10x Sem Juros - Clique e confira o regulamento

DEUS NAO E GRANDE

Formato: Livro

Autor: HITCHENS, CHRISTOPHER

Idioma: PORTUGUES

Editora: EDIOURO EDITORA - RJ

Assunto: CIÊNCIAS SOCIAIS - SOCIOLOGIA

ESGOTADO NO FORNECEDOR

Disponibilidade

Como funciona nossa entrega

Esgotado no fornecedor

Agora você pode participar do nosso site inserindo seus vídeos, suas imagens e links para seu blog ou website. Clique nos ícones ao lado e participe!

Especificações Tecnicas

ISBN:

ISBN-13:

Idioma: português

Encadernação: Brochura

Altura: 15,5 cm

Largura: 23 cm

Edição:

Ano de Lançamento: 2007

Número de páginas: 304

Sinopse

Deus não criou à sua imagem, foi o contrário. A partir desta afirmação o jornalista e escritor Christopher Hitchens ataca os alicerces de um dos mais importantes princípios da civilização ocidental - a religião. Questionador e de estilo incisivo, o autor põe em dúvida até o mais beato dos fiéis, mostra por que nenhuma religião oferece uma resposta satisfatória a vários questionamentos e porque a profusão de deuses e religiões tanto tem adiado o desenvolvimento da civilização.

  • 40 Opiniões:

    Opine
  • 15/05/2014

    Ana Cleide

    Acredito que o ser humano não evoluiu realmente e isso esta na bíblia. Pq Será necessário o apocalipse? Exatamente porque chegaremos a um momento que o mundo não será possível continuar. Me assusta que o autor tenha um poder de influencia tão grande. Por quanto tempo existe a palavra de Deus? Há quanto tempo vivemos o novo testamento? Quanto tempo tem a historia contada por Christopher?
    Deus não existe para satisfazer o desejo humano. me da isso ou aquilo Ele disse: no mundo tereis aflições, mas tem bom animo, eu venci todas. Se Deus livrasse o mal da vida das pessoas, teria livrado o seu filho Jesus. então tem bom ânimo, seja forte e corajoso. Já se explica.

  • 30/09/2013

    Edivan Lima da Silva

    Me assustei Quando Christopher Disse a uma intrevistadora do milenio quando ela indagou que o mundo estava melhorando com relação a razão, e ele falou que não e que aliás a tendencia era piorar. Por dias eu fiquei encucado com aquilo pos pelo que eu observava havia evolução na vivencia humana. Más aí eu parei pensei estudei e percebi, que ele estava corretíssimo, o homen não evoluiu nada. Outra coisa foi minha opínião em achar que pra certas pessoas era nescessário a existencia de Deus, estava errado novamente, Deus não ajuda, Porque ele não foi criado pra ajudar ninguem, ele foi criado pra dominar os mais fracos.

  • 02/04/2013

    Ferreira


    Eu elenquei argumentos contra e a favor da religião e da existência de deus. A lógica apontou que deus e religião é besteira.

    Então faltou a prova dos 9. Quando vi que perdia a fé totalmente implorei a deus que me iluminasse e não me deixasse afundar na descrença. Por uma semana implorei e esperei uma palavra de deus. Nada acontenceu. E minha fé foi por ralo a baixo.
    Então considerando a biblia um livro santo e verdadeiro, onde diz que o diabo tentou jesus resolvi, como prova final, invocar o diabo e entregar a alma.
    Comprei o livro de São Cipriano e fiz a invocação do demonio para lhe dar a alma. E nada aconteceu. Isso já faz mais de 10 anos e hoje e sou ateu convicto e digo a todo mundo que duvido do poder de deus tirar a minha alma e que dou minha alma ao diabo se ele vier buscar e aparecer pra mim. A mais de 15 anos brinco com isso e nada acontece.

    Parece que deus e diabo apavaram muitos, mas de mim eles correm.
    Acho que isso diz tudo !!!!

  • 11/04/2012

    Chico Lobo

    Um livro como este deveria ser leitura OBRIGATÓRIA nas escolas...

  • 27/12/2011

    LEANDRO LUIZ ECKERT MIRANDA

    Hitchens era perfeito em ARGUMENTOS: desmontava qualquer argumentação de qualquer crente somente com palavra e argumentação embasada e lógica e racionalidade.

  • 17/12/2011

    Oiced Mocam

    Sobre CHRISTOPHER HITCHENS traduzido do inglês

    Christopher Hitchens foi um escritor e um orador com um estilo incomparável, comandando um vocabulário e uma série de alusões literárias e históricas muito mais amplo do que ninguém que eu conheço. Ele era um leitor cuja amplitude de leitura foi, simultaneamente, tão profunda e abrangente a ponto de merecer a palavra um pouco abafado aprendeu, exceto que Christopher era a pessoa menos abafado aprendi que você poderia conhecer.
    Ele era um homem cujo nome se juntou, na história do movimento ateísta secular, com os de Bertrand Russell, Robert Ingersoll, Thomas Paine, David Hume.

    Ele era um debatedor que iria chutar o recheio de uma vítima indefesa, mas fez isso com uma graça que desarmou o adversário, ao mesmo tempo. Ele não foi enfaticamente da escola que acha que o vencedor de um debate é aquele que grita mais alto. Seus oponentes poderia ter gritado e gritou. Na verdade eles fizeram. Mas Hitch não precisava gritar, para que ele pudesse confiar na sua palavra, sua lógica de fatos e alusões, seu generalato comandante do campo do discurso, e os relâmpagos bifurcados de sua sagacidade.

    Christopher Hitchens era conhecido como um homem de esquerda. Mas ele era muito complexo um pensador para ser colocado em uma dimensão esquerda-direita única. Ele era um one-off: inclassificável. Ele poderia ser descrito como um contestador exceto que ele especificamente e corretamente negado o título. Você nunca sabia o que ele diria sobre nada até que você o ouvisse dizer isso, e quando o fez, ele diria que tão bem, e voltar-se tão completamente, que se você quisesse argumentar contra ele é melhor você estar na sua guarda .

    Ele foi reconhecido por todo o mundo como um intelectual público de liderança do nosso tempo. Ele escreveu muitos livros e inúmeros artigos. Ele era um viajante intrépido e um repórter de guerra de valor do sinal. Mas ele tinha um lugar especial no afeto de ateus e secularistas como o intelecto líder e estudioso de nosso movimento. Um adversário formidável para o pretensioso, dos confusos ou intelectualmente desonesto, ele era um amigo gentilmente incentivando aos jovens, o tímido, e aqueles provisoriamente sentindo o seu caminho para a vida do livre-pensador e não certo onde ele iria levá-los.

    Ele inspirado, energizado e nos incentivou. Ele nos fez aplaudi-lo quase que diariamente. Ele até gerou uma nova palavra - o hitchslap. Não foi apenas o seu intelecto que admirava: era também a sua combatividade, o seu espírito, sua recusa em face ignóbil compromisso, sua franqueza, o seu espírito indomável, sua honestidade brutal.

    E na própria forma como ele olhou para sua doença no olho, ele incorporou uma parte do caso contra a religião. Deixe isso para os religiosos para mewl e queixar-se aos pés de uma divindade imaginária em seu medo da morte; deixá-lo a eles passam a vida em negação de sua realidade. Hitch olhou-lo diretamente nos olhos: não negá-lo, não cedendo a ele, mas enfrentá-lo diretamente e de forma honesta e com uma coragem que inspira a todos nós.

    Antes de sua doença, era como um autor erudito, ensaísta e orador, espumantes devastador que este cavaleiro valente liderou a acusação contra as loucuras e mentiras da religião. Durante sua doença, ele acrescentou uma outra arma para seu arsenal e os nossos talvez a arma mais formidável e poderoso de todos: o seu carácter muito se tornou um símbolo notável e inconfundível da honestidade e dignidade do ateísmo, bem como do valor e da dignidade da ser humano quando não aviltado pela tagarelice infantil da religião.

    Cada dia de sua vida em declínio, ele demonstrou a falsidade do que a maioria dos miseráveis ??de mentiras cristã: que não existem ateus nas trincheiras. Hitch estava em uma trincheira, e ele lidou com isso com uma coragem, uma honestidade e uma dignidade que qualquer um de nós seria, e deve ser, orgulho de ser capaz de reunir. E, no processo, ele mostrou-se ainda mais merecedores de nossa admiração, respeito e amor.

    Grande voz da razão, da humanidade, de humor. Grande voz contra a hipocrisia, contra a hipocrisia, contra o obscurantismo e a pretensão, contra todos os tiranos, incluindo Deus.
    O questionamento da fé é para o autor de Deus não é grande, a base de todos os questionamentos. Bem, um mundo de contradições bíblicas e revelações inéditas, Você pode aprofundar lendo, Quem Jesus foi? Quem Jesus não foi? de Bart D. Ehrman.

  • 16/12/2011

    Hemerson Lopes

    deus não e grande . Só se for o deus de christopher e que ele mesmo foi se encontrar ontem com a sua morte. No entanto o Deus que criou tudo esse é inquestionável somente os tolos que não sabe quem é Deus e louvar pelas suas grandes obras.

  • 16/12/2011

    CIRLANICE GOMES

    sou cristã desde pequena e admiro muito opiniõe diferente das minhas e me interesso em saber o porque pensam diferente! Ao longo da minha vida cristã percebi que agente so pode crêr verdadeiramente em algo quando o vimos ou sentimos, se cada leitor sentisse a presença desse Deus que o Hitchens diz não ser grande com certeza as suas opiniões mudariam!

  • 18/09/2009

    Isaias

    Sou cristão e acho interessante que este tipo de discussão surja, para o bem ou para o mal. Não é o facto de existir ou não um deus, que o vai anular do mesmo modo como não é o facto de terem havido guerras em que a religião foi usada, que ela passa a ser má. Já diziam os romanos: ''o mau uso do bom não torna o bom me mau''. Que interessante. Os que como eu acreditam em Deus, são acusados de serem anti-democráticos, não aceitarem a diferença de opiniões e outros quejandos, mas se esquecem tais acusadores, que a democracia nos moldes actuais, é o resultado da influência que a religiao imprimiu sobre a sociedade. Esquecem-se estes mesmos que tal como nos partidos políticos e nos clubes, existem bons e maus players, afinal somos humanos. Acho sinceramente ridiculo combater uma coisa que não existe. Ninguém se preocupa em dizer aos seus filhos pequenos que o hérois da Marvel ou da Disney são meras invenções, mas há uma grande preocupação em negar alguém que não existe e se uma pessoa fala o contrario é anti-democratica. É curioso que o ateismo não tenha iniciado nenhuma guerra como disse alguém que me parece, vive algures fora deste mundo, pois China, Cuba, a ex-URSS e demais paises comunistas são intolerantes para com a religião. Quanto a liberdade, pergunto sempre qual delas, porque existe uma alio bem perto do Brasil, em Cuba, onde nem papel higienico existe enão é de certeza culpa de nenhuma influência religiosa. Infelizmente existem maus religiosos tal como existem maus ''não religiosos''. Devo dizer que a religião cristã me liberta para que eu possa me guiar pela minha capacidade de pensar e duvidar. Também tenho as minhas dúvidas, mas isso não tira de mim o valor de Deus em minha vida nem faz com que eu precise ler Dawkins, Hitchens ou outro qualquer. Isso para mim, é liberdade, sabendo que ela nunca vai ser absoluta. Tenho liberdade para olhar e apreciar a esposa alheia mas não tenho liberdade para a desejar e seduzir e isso, pelo menos na minha cultura africana, mesmo sem a religião é crime grave, posso querer o que outro tem mas devo trabalhar para lá chegar, nunca o invejar porque poderei fazer mal ao outro e isso a Bíblia ensina e também a minha cultura que exitia antes da chegada dos missionários. quanto ao mais, deus feito por homens, não é e nunca será grande! Será do tamanho que quisermos contanto que estejamos satisfeitos.

  • 17/09/2009

    Janos

    Sou cristão e acho que esse livro não deve ser temido por nenhum cristão. Pelo que eu conheço do Hitchens, ele examina Deus através da ciência, e não conhece outro Deus que não seja criação da mente humana, logo ele está coberto de razão. A sinopse do livro diz que a religião é um alicerce da civilização, e ao mesmo tempo algo que impede seu desenvolvimento. O Deus de Hitchens, ou o que ele atribui a nós, realmente não é grande, e devemos ter consciência disso, e também ter uma crítica consciente de religião e seu papel na história.

  • 03/12/2008

    Pedro Paulo

    Se não fosse um livro, mas um cd, seria todo ele de gritinhos bravos, xingamentos e chiliques. Muito barulho por nada!

  • 20/09/2008

    Arcelino C. Pereira

    ''DEUS NÃO É GRANDE'' é uma síntese de tudo o que eu já havia lido ou ouvido falar sobre as Religiões. Suas barbáries, ilusões e distorções, são focados de uma maneira que se assemelham às explicações científicas. Ou seja, não deixam dúvidas.

  • 15/07/2008

    Pedro

    Lendo os comentários dos religiosos, fica bem claro o grau de liberdade de expressão que teríamos numa sociedade dirigida por estas pessoas. Fica claro também a necessidade de livros como este, para mostrar a estas pessoas que não estamos mais nos tempos em que, a piedosa e democrática igreja, queimava as pessoas por discordarem dela.

  • 14/05/2008

    José

    Problemas de tradução de bíblias? Para mudar o sentido de um sim para um não é necessário bem mais negligência ou desconhecimento de uma língua. Se Hitchens tem uma bíblia diferente, então o seu livro só deveria ser vendido para quem usa a versão ''diferente'' do reizinho mandão.

  • 12/05/2008

    Bruno Lima

    Hitchens é famoso por suas posições ousadas e argumentação ácida, porém precisa. No livro em discussão, assume uma posição secular, solidamente crítica, e escreve com martelo. Ao contrário do que já se afirmou, Hitchens não deturpa a Bíblia, ou interpreta erroneamente as passagens. Deve-se lembrar que sendo inglês de nascimento, ele retira suas citações da King James' version, uma tradução elaborada no século 17, a mando do rei inglês. Daí as diferenças nas citações. As críticas de Hitchens são factuais, não meras opiniões, e têm implicação no mundo prático; não em um pretenso mundo espiritual, cuja chave pertence a poucos.

  • 06/03/2008

    Rubens Fernando Xavier

    Como é possível que um autor que coloca em seu livro citações erradas sobre a Bíblia, pode vender tanto?
    Um livro baseado em mentiras, só fala mentiras. Quem ler este livro deve ler também um outro muito interessante, a Biblia.

  • 12/02/2008

    Rodrigo Lopes

    Comprei este livro ao ler o índice. Ao que parecia o autor denunciaria manipulações e deturpações nas compilações dos livros sagrados e suas conseqüentes teologias opressoras.
    Mas vi mais isso. Vi o erro de sempre que comete a maioria dos autores ateus radicais; a generalização baseada em criminosos que se dizem religiosos.
    Mas o pior de tudo foi ver a manipulação e interpretação da bíblia por parte do autor. Por exemplo quando ele diz que Jesus ensinava algumas coisas que eram até imorais, como por exemplo a passagem dos lirios do campo. Segundo o autor essa passagem ensina o fiel a esperar as coisas caírem do céu e não trabalhar. Oras, basta um pouco de honestidade intelectual para compreender a alegoria da forma devida.
    Em outra passagem ele diz que a proibição de invejar bens alheios, contida nos dez mandamentos, é errada, pois que a inveja pode impulsionar a pessoa à conquista. Oras, basta abandonar a má vontade, a preguiça mental e a desonestidade intelectual para perceber que essa interpretação é forçada e estúpida.

  • 10/02/2008

    Ruy Mendes

    Grande livro. Alguns dos comentários aqui lançados servem para corroborar o que o autor defende. Que aqueles que mais se dizem religiosos, são os mais anti democráticos, e não aceitam as opiniões dos que pensam de maneira diferente.
    Conclusão: não podemos relaxar, temos que impedir a todo custo que estas pessoas consigam atingir seu intento, de impedir que nossos jovens tenham acesso ao conhecimento, e se tornem cidadãos com capacidade de discernir.
    Por favor, incentivem todos a ler este livro, bem como os de Richard Dawkins e do saudoso Stephen Jay Gould.

  • 08/02/2008

    Paulo

    Na página 112 Hitchens transcreve um texto bíblico erradamente. É a passagem da mulher cananéia. Hitchens diz que Jesus só a atendeu por insistência de seus discípulos, mas quando abri a bíblia, vi que é o contrário; seus discípulos pediram para que Jesus despedisse a mulher, e ele próprio, Jesus, decidiu atendê-la.
    Baseado nesta falsidade do autor, sugiro cautela!

  • 05/01/2008

    HELOISA EMILIA BONFIM

    Não se pode contestar -o texto é desafiador.
    No entanto, o tom é um pouco autoritário; Dá a impressão que todas as crenças religiosas são totalmente imbecis e que todo o caminho percorrido pela humanidade, desde tempos imemoriais, para sentido à existência foi uma total perda de tempo.
    Fiquemos com os desafios - A religião pode envenenar muitas coisas, mas hoje nós temos o antídoto do discernimento.

  • 11/12/2007

    Maria Aparecida Paiva


    Ainda não li o livro, porém só o título já me chama a atenção e me deixa feliz, pois finalmente neste mundo a verdade está começando a aparecer. Muito ainda vai ser ver sobre este assunto, e cada vez mais evidencias de que este deus inventado pela humanidade realmente não existe, é fruto dos poderosos para dominar os fracos, que justificam suas ações com frases como ''Ah se Deus quiser ''ou ''Deus é que quiz assim ''. A humanidade precisa começar a raciocinar por si só, as pessoas precisam começar a entender que Deus está dentro de cada um, e que cada um é poderoso o suficiente para dar conta de sua própria vida. Existe muita coisa que a humanidade não sabe, e o pior de tudo é que não sabe e não quer saber. Como diz o velho ditado : O pior cego é aquele que não quer enxergar.

  • 08/12/2007

    Isabela Buarque

    Eu como cristã só tenho algo a declarar: como um autor ateu pode lançar um livro desse sem antes ler a Bíblia toda? Como pode argumentar de algo que não conhece a fundo? Reflitam nisso (:

  • 07/12/2007

    Jorge Lopes

    É revelador que os crédulos se ofendam com quaisquer manifestações contrárias. Divergências políticas, comportamentais, artísticas, esportivas e outras não recebem tratamento tão hostil. Já está na hora de rejeitar o status privilegiado que a religião desfruta. Vou comprar correndo! O rei está nú!

  • 27/11/2007

    Luiz Antonio Labruna

    Tenho 59 anos e desde minha juventude ( embora de família católica) tenho afirmado que o homem, de forma extremamente conveniente, fez deus à sua imagem e não ao contrário, como pregam as religiões. Me sinto muito gratificado pelo livro já que o que me era intuitívo foi concretizado pela escrita lúcida do autor.

  • 18/11/2007

    Lúcia Japp

    O que acho interessante é que as críticas negativas ao Hitchens são todas emocionais, eivadas de ameaças veladas, o que só reforça o subtítulo do livro: ''como a religião envenena tudo''. Ora, se as mais diversas religiões e seitas podem livremente publicar (e falar ou propagar por rádio e televisão) suas opiniões e crenças, por que o mesmo direito é negado a um ateu? Por que, se ele resolve expor suas posições, é agredido como se fosse um marginal? Vamos discutir com ARGUMENTOS, senhores, e não com frases feitas e acusações sem nenhum embasamento. Argumentos não faltam, nem em Hitchens e nem em Dawkins. Não podemos esquecer que, pelo menos na religião católica, o livre arbítrio é um dos pontos principais de sua doutrina. E então? Vamos colocá-lo em prática?

  • 08/11/2007

    Júlio César Belo Monte

    O livor é importante por estimular um contato do leitor com um princípio muito caro a uma experiência de férealmente autêntica: o princípio de que é preciso cultivar a dúvida

  • 05/11/2007

    nilson

    Têm horas que a gente chega a pensar, infelizmente, em cerceamento da liberdade de expressão. Isso é o mais absurdo que vi. Já chega os best-selleres do Dan Brown, que mesmo sendo da categoria ficção, o povo gosta. Nem tenho mais palavras para esse escritor...

  • 05/11/2007

    Alexandre Guaspari Barreto

    O grande mérito do autor é provocar a polêmica. Afinal, jamais se chegará a consenso sobre o assunto. Triste é constatar que a turma religiosa (como se vê nos demais comentários) parta para a tradicional negação prévia, sem direito a contestação, sem direito a investigação. O autor, aliás, fala sobre isso: a religião não está aberta ao contraditório, e isso é talvez a prova maior de sua fraqueza.

  • 05/11/2007

    Fransuêldo Vieira de Araújo

    As avaliações e análises das pessoa que se dizem religiosas e contra publicações que de algumamaneira tentam desmistificar e digamos deslavar cerebralmente (se é que possível para os incautos)apenas demonstram cabalmente o quanto os humanos são presas facéis do proselistismo religioso que, tal e qual abrustes a se apoderaram dos corpos e das mentes embaladas na escuridão da finitude, da ignorância e da falta de informação básica sobre a condição humana - construindo ao longo da história, civilizações em que o homemlobohomem foi sempre instrumentalizado em nome do poder religioso, da política e do estado... sendo o mesmo objeto de todas as manifestações, salvo uma, a de sua construção de ser autônomo que de alguma forma questionasse o obscurantismo do qual sempre foi vítima.

  • 05/11/2007

    Pedro Cusack

    Além dos livros citados pelos comentários abaixo há o Tratado de Ateologia de Michel Omfray e, principalmente, Quebrando o Encanto de Daniel C. Dennett. Todos um degrau para um novo e imprescindível iluminismo: a razão e o bom senso são a questão. O ateísmo é só um detalhe - e um ótimo mote.

  • 05/11/2007

    Felipe Augusto Cury

    Depois de Dawkins, mais uma das mulas do Apocalipse lança seu ''sucesso''. É a guerra anticristã a todo vapor. É o homém médio buscando a pura anarquia do espírito visando na armadilha da ignorância do ateísmo a liberdade.
    É isto aí Brasil, esperemos até que igrejas sejam queimadas e cabeças guilhotinadas para depois implorar por piedade a estes homens de corações tão ''generosos'', libertadores da humanidade.

  • 02/11/2007

    LUIZ SANTILLI JUNIOR

    A coleção de textos que retratam o ateísmo como uma forma de viver livre das fantasias mentais criadas pelo homem, em substituição à sua incapacidade de viver apenas com sua consciência, tem trazido luz há muitas pessoas, profundamente descrentes das religiões e dos conceitos religiosos, postos güela abaixo, desde nossas infâncias.
    É a hora de ler ''DEUS NÃO É GRANDE'' e também ''DEUS um delírio'' (R.Dawkins), e COMEÇAR a repensar no mal que as religiões sempre causaram à humanidade e atrasaram seu desenvolvimento.

  • 29/10/2007

    Sérgio

    É bom pensarmos como é grande a nossa humanidade. A nossa humanidade do planeta Terra. Estou pensando nos ucranianos,
    nos letonios, nos maxacalis, nos aimarás, nos europeus, nos chineses, nos russos, indianos, iranianos, egipcios, árabes,
    nos aborigenes australianos, em Angola. Como é grande essa nossa humanidade. Que diversidade de culturas, quantas riquezas na vida material e espiritual. Fiquei até sabendo que quem inventou a idéia de Deus foi os persas. Hoje pergunto-me daquele livro dos anos 70 ''Eram os deuses astronautas''? , que remetia a que as civilizações amerindias seriam produtos de deuses de outras galáxias.
    Não colocando o dedo na ferida da colonização européia, nas Américas. Colonização essa que foi feita em nome de Deus.
    A bula papal confirma isso, a de 1494.
    Que bom que estamos em 2007, e que bom que existe a Livraria Cultura é bom também termos muitos livros editados.
    Acredto que essa humanidade é maravilhosa e achará o seu caminho na proposição construtiva e pacífica. Ainda que aja guerrras.



  • 28/10/2007

    wanderley ferraz sampaio

    mais um livro brilhante na defesa do ateismo contra as invencoes de perspectivas de sentido que falsamente ajudam ao homem suportar sua existencia e enriquecer charlataes de todo tipo, ja e hora do homem sair de sua minoridade

  • 27/10/2007

    Paulo edgard Gasparini Viana

    Sim o vlho criador existe e envia para a terra obreiros como Edir Macedo, Ratzinger, Davi Miranda, o casal da Renascer e outros mais como este que vos fala, só que
    Deus , como ´não poderia deixar de ser não faz as coisas de graça, e nós ,dignissimos representantes do Todo-Poderoso passamos a sacolinha e somos incompreendidos por pessoas que servem ao inimigo como os ateus, por isso por favor mandem um dinheiro para mim e encontraram um lugar maravilhoso no céu após a morte , de frente para o mar do céu, não se esqueçam de mandar algum $ par Paulotarja50mg@hotmail.com.Amém ou Em o nome do senhor.

  • 27/10/2007

    Galeno Pupo

    Fantástica esta discussão sobre deus. O homem bom não precisa de deuses. Deuses e religiões embruteceram os homens. Veja o papa, veja os fudamentalistas de todas as matizes. Que horror!. Só o amor ao proximo, sem deuses, pode salvar o mundo. Repressão, sectarismos, violência, preconceito, guerras , são os frutos da fé em deuses.Os homens inventam deuses para justificar suas maldades, para oprimir outros povos e semelhantes. Inventam deuses para avalizar injustiças sociais e econômicas. Abaixo os deuses, viva o amor, a compaixão e o respeito ao outro.
    Galeno Pupo- Economista

  • 27/10/2007

    Jorge Alberto da Cunha Rodrigues

    Finalmente, estão sendo publicados no Brasil livros que contestam a existência de deus e mostram o lado ruim das religiões. O público pensante e averso a dogmas muito tem se favorecido de tais publicações (obviamente tal público não se restringe aos ateus e atéias mas engloba também os que têm religião mas estão abertos a outras correntes de pensamento). Seria ótimo se tal linha editorial chegasse também ao público infanto-juvenil (para o qual só há no mercado livros que fazem proselitismo de um hipotético deus e das religiões).

  • 27/10/2007

    Lívio Bruno MSc. ThM. DSc.

    De tempos em tempos aparecem pessoas que escrevem livros como esse. Desta vez a onda está sendo liderada por Richard Dawkins, na qual esse autor veio atrás. Geralmente são pessoas que tiveram experiencias ruins com religiões legalistas e que tiveram seus olhos abertos pela razão e que agora querem derramar sua amrgura do sistema religioso em perguntas teológicas que para quem não tem conhecimento bíblico são grandes tiradas, mas que na verdade foram já respondidas no começo da era cristã, é uma pena. Pobre Hitchens, deveria ter lido mais sobre o cristianismo verdadeiro antes de confundi-lo com alguma seita qualquer.

  • 26/10/2007

    Wesley Felipe

    Ao contrário do que opiniou o outro leitor, que na verdade não parece ser um leitor, pois tudo indica que ele não leu tal livro, este livro é extremamente recomendável para todos, pois demonstra a falsidade da moral religiosa, que já fez e continua fazendo muitas guerras, assassinatos, terrorismos em nome da religião. Alguem já viu uma guerra em nome do ateísmo? Não. Este livro reforça ainda mais a certeza de que Deus não existe e de que a religião sempre foi e sempre será perniciosa para a sociedade e para a vida das pessoas.

  • 25/10/2007

    Reuber Menezes

    Toda o mundo dá índices de que Deus existe! Basta avaliar que em toda cultura, até aquelas mais rudes, há a necessidade de se adorar um deus. Julgo não recomendada a leitura desse livro, uma vez que disvirtua os valores mais nobres que se pode ter de Deus. Se a questão é religiosa, eu me calo! Mas não posso admitir o que é falado acerca de Deus, pois os conceitos que tenho não são dados por ninguém, mas pelo próprio Deus, através de um relacionamento de intimidade e de adoração reverente. Recomendo que o autor avalie corretamente as culturas que adoraram a Deus e perceba quão excelentes eles foram moralmente e abençoados por quem fez os céus, a terra e as estrelas, chamando-as pelo nome!

Vídeos Relacionados
Authors - Google: Christopher Hitchens

Authors - Google: Christopher Hitchens
Full Version: Hitchens and Boteach Debate on God

Full Version: Hitchens and Boteach Debate on God

HITCHENS, CHRISTOPHER
Christopher Hitchens nasceu em 1949, em Portsmouth, Inglaterra, e vive em Washington, D. C. É autor de diversos livros, colunista, editor e crítico literário. Colabora com várias publicações, entre elas The Atlantic Monthly, Vanity Fair e Harper’s.

Opinião do Leitor

  • 40 Opiniões:

    Opine
  • 15/05/2014

    Ana Cleide

    Acredito que o ser humano não evoluiu realmente e isso esta na bíblia. Pq Será necessário o apocalipse? Exatamente porque chegaremos a um momento que o mundo não será possível continuar. Me assusta que o autor tenha um poder de influencia tão grande. Por quanto tempo existe a palavra de Deus? Há quanto...+ ver mais

  • 30/09/2013

    Edivan Lima da Silva

    Me assustei Quando Christopher Disse a uma intrevistadora do milenio quando ela indagou que o mundo estava melhorando com relação a razão, e ele falou que não e que aliás a tendencia era piorar. Por dias eu fiquei encucado com aquilo pos pelo que eu observava havia evolução na vivencia humana. Más aí...+ ver mais

Voltar

JULGAMENTO DE KISSINGER, O

Em 'O Julgamento de Kissinger', de Christopher Hitchens, o autor monta uma verdadeira peça de acusação contra Kissinger, extremamente bem documentada. A tese central de Hitchens é a de que, pelas leis internacionais, Kissinger deveria ser julgado e condenado por todos os crimes perpetrados nos anos passados na Casa Branca...

DIREITOS DO HOMEM DE THOMAS PAINE, OS

As idéias podem mudar o mundo? Nesta série, especialistas assinam as 'biografias' de dez livros imortais que revolucionaram a história. Cada volume traz - a origem, o contexto, o impacto, a influência, o legado do livro.

VITORIA DE ORWELL, A

Em 'A vitória de Orwell', Christopher Hitchens se dedica à desconstrução das mitologias montadas em torno da vida e da obra deste autor. Visões à esquerda e à direita, bem como interpretações psicanalíticas e sociológicas, são confrontadas com documentação biográfica. Os textos publicados ao longo da sua carreira de pensador...

CRISTIANISMO E BOM PARA O MUNDO?, O

De um lado da discussão está Douglas Wilson, apologista cristão, pastor da Christ Church, nos Estados Unidos. Do outro lado, Christopher Hitchens, jornalista britânico e analista político, considerado do movimento chamado 'neoateísmo'. As questões, desde a simples existência de Deus até a explicação para o mal no mundo,...

HITCH-22

Ateu praticante, defensor da Guerra do Iraque e crítico do trabalho de Madre Teresa, Christopher Hitchens é um jornalista que coleciona inimigos e mantém um espírito controverso. 'Hitch-22' é uma biografia que procura decifrar o passado e de certa forma compreender o autor por trás de livros como 'Deus não é grande' e...

ULTIMAS PALAVRAS

Hitchens passou a descrever a gradual deterioração da própria saúde decorrente do tratamento por quimioterapia. A coletânea desses artigos, bem como anotações esparsas deixadas pelo autor, compõem 'Últimas palavras'. Em 'Últimas palavras', Hitchens procura ironizar detratores que associam o câncer a uma vingança divina,...

ARGUABLY

In this book, Christopher Hitchens supplies fresh perceptions of such figures as varied as Charles Dickens, Karl Marx, Rebecca West, George Orwell, J.G. Ballard, and Philip Larkin. They're matched by his discussions and observations, gathered from a lifetime of traveling and reporting from such destinations as Iran, China,...

HITCH-22

In this memoir, Hitchens re-traces the footsteps of his life to date, from his childhood in Portsmouth, with his adoring, tragic mother and reserved Naval officer father; to his life in Washington DC. Along the way, he recalls the girls, boys and booze; the friendships and the feuds; the grand struggles and lost causes;...

HITCH-22

In this memoir, Hitchens re-traces the footsteps of his life to date, from his childhood in Portsmouth, with his adoring, tragic mother and reserved Naval officer father; to his life in Washington DC. Along the way, he recalls the girls, boys and booze; the friendships and the feuds; the grand struggles and lost causes;...

HITCH-22 - A MEMOIR (UNABRIDGED)

In this memoir, Hitchens re-traces the footsteps of his life to date, from his childhood in Portsmouth, with his adoring, tragic mother and reserved Naval officer father; to his life in Washington DC. Along the way, he recalls the girls, boys and booze; the friendships and the feuds; the grand struggles and lost causes;...

GOD IS NOT GREAT- HOW RELIGION POISONS EVERYTHING

With a reading of the religious texts, the author documents the ways in which religion is a man-made wish, a cause of dangerous sexual repression, and a distortion of origins in the cosmos. Hitchens frames the argument for a life based on science and reason, in which hell is replaced by the Hubble Telescope's view of the...

PORTABLE ATHEIST, THE

'The Portable Atheist' is a guided tour of atheist and agnostic thought through the ages - with never-before-published pieces by Salman Rushdie, Ian McEwan, and Ayaan Hirsi Ali. Christopher Hitchens continues to make the case for a splendidly godless universe in this first-ever gathering of the influential voices - past...

GOD IS NOT GREAT

With a close reading of the major religious texts, he documents the ways in which religion is a man-made wish, a cause of dangerous sexual repression, and a distortion of our origins in the cosmos. Hitchens frames the argument for a more secular life based on science and reason, in which hell is replaced by the Hubble...

GOD IS NOT GREAT

With a reading of the religious texts, the author documents the ways in which religion is a man-made wish, a cause of sexual repression, and a distortion of origins in the cosmos. Hitchens frames the argument for a life based on science and reason, in which hell is replaced by the Hubble Telescope's view of the universe,...

WHY ORWELL MATTERS

In this widely acclaimed biographical essay, Christopher Hitchens assesses the life, the achievements, and the myth of the great political writer and participant George Orwell. In true emulative and contrarian style, Hitchens is both admiring and aggressive, sympathetic yet critical, taking true measure of his subject...

LOVE, POVERTY AND WAR - JOURNEYS AND ESSAYS

'Love, Poverty and War - Journeys and Essays' showcases America's leading polemicist's rejection of consensus and cliché, whether he’s reporting from abroad in Indonesia, Kurdistan, Iraq, North Korea, or Cuba, or when his pen is targeted mercilessly at the likes of William Clinton, Mother Theresa ('a fanatic, a fundamentalist...

LETTERS TO A YOUNG CONTRARIAN

In the book that he was born to write, provocateur and best-selling author Christopher Hitchens inspires future generations of radicals, gadflies, mavericks, rebels, angry young (wo)men, and dissidents. Who better to speak to that person who finds him or herself in a contrarian position than Hitchens, who has made a career...

THOMAS JEFFERSON

In this unique biography of Thomas Jefferson, leading journalist and social critic Christopher Hitchens offers a startlingly new and provocative interpretation of our Founding Father. Situating Jefferson within the context of America's evolution and tracing his legacy over the past two hundred years, Hitchens brings the...

BRAVE NEW WORLD AND BRAVE NEW WORLD REVISITED

Huxley´s vision of the future in his astonishing 1931 novel 'Brave New World' - a world of tomorrow in which capitalist civilization has been reconstituted through the most efficient scientific and psychological engineering, where the people are genetically designed to be passive, consistently useful to the ruling class.

BRAVE NEW WORLD AND BRAVE NEW WORLD REVISITED

Huxley´s vision of the future in his astonishing 1931 novel 'Brave New World' - a world of tomorrow in which capitalist civilization has been reconstituted through the most efficient scientific and psychological engineering, where the people are genetically designed to be passive, consistently useful to the ruling class.

CKNOWLEDGED LEGISLATION, UNA

In this book, Hitchens shows that while the encounter between writers and those in power is not always smooth, it generally embodies a dialectic that is well worth pursuit. Here, Hitchens scrutinizes Norman Mailer and Gore Vidal's encounters with American revolution, appraises the 'fatwah' issued against Salman Rushdie,...

BLACK LAMB AND GREY FALCON

Written on the brink of World War II, Rebecca West's examination of the history, people, and politics of Yugoslavia illuminates a region that is still a focus of international concern. 'Black Lamb and Grey Falcon' probes the troubled history of the Balkans and the uneasy relationships among its ethnic groups. The landscape...

Voltar

JULGAMENTO DE KISSINGER, O

Livro

 R$45,00
 

DIREITOS DO HOMEM DE THOMAS PAINE, OS

Livro

 R$49,90
 

VITORIA DE ORWELL, A

Livro

 R$42,00
 

CRISTIANISMO E BOM PARA O MUNDO?, O

Livro

 R$22,90
 

HITCH-22

Livro

 R$69,90
 

ULTIMAS PALAVRAS

Livro

 R$24,90
 

ARGUABLY

Livro

 R$94,00
 

HITCH-22

Livro

 R$84,50
 

HITCH-22

Livro

 R$81,90
 

HITCH-22 - A MEMOIR (UNABRIDGED)

Livro

 R$109,50
 

GOD IS NOT GREAT- HOW RELIGION POISONS EVERYTHING

Livro

 R$62,60
 

HITCH-22

Livro

 R$47,00
 

PORTABLE ATHEIST, THE

Livro

 R$59,50
 

ELGIN MARBLES

Livro

 R$62,50
 

GOD IS NOT GREAT

Livro

 R$25,10
 

THOMAS PAINE'S RIGHTS OF MAN

Livro

 R$40,70
 

THOMAS JEFFERSON

Livro

 R$47,00
 

GOD IS NOT GREAT

Livro

 R$50,10
 

HERR IST KEIN HIRTE, DER

Livro

 R$38,90
 

WHY ORWELL MATTERS

Livro

 R$50,00
 

LOVE, POVERTY AND WAR - JOURNEYS AND ESSAYS

Livro

 R$59,40
 

LETTERS TO A YOUNG CONTRARIAN

Livro

 R$46,80
 

THOMAS JEFFERSON

Livro

 R$68,90
 

BRAVE NEW WORLD AND BRAVE NEW WORLD REVISITED

Livro

 R$53,20
 

BRAVE NEW WORLD AND BRAVE NEW WORLD REVISITED

Livro

 R$75,10
 

CKNOWLEDGED LEGISLATION, UNA

Livro

 R$78,30
 

BLACK LAMB AND GREY FALCON

Livro

 R$78,30
 
Avançar

Produtos Relacionados

CARTA A UMA NAÇAO CRISTA

Poucos anos atrás, seria um ato de enorme coragem declarar-se ateu e afirmar que as crenças religiosas não passam de ilusões infantis, um falso conforto contra a dura realidade do sofrimento e da morte. Mais que isso - afirmar que as religiões são maléficas e estão colocando em risco a civilização e a sobrevivência da...

GOD IS NOT GREAT

With a close reading of the major religious texts, he documents the ways in which religion is a man-made wish, a cause of dangerous sexual repression, and a distortion of our origins in the cosmos. Hitchens frames the argument for a more secular life based on science and reason, in which hell is replaced by the Hubble...

MORTE DA FE, A

O livro de Sam Harris ataca os alicerces das religiões dogmáticas, numa contundente denúncia do perigo representado pelo relativismo cultural e pela tolerância aos fundamentalismos. Dos atentados suicidas dos terroristas islâmicos à influência de organizações religiosas sobre o governo norte-americano, nenhuma manifestação...

GOD IS NOT GREAT

With a reading of the religious texts, the author documents the ways in which religion is a man-made wish, a cause of sexual repression, and a distortion of origins in the cosmos. Hitchens frames the argument for a life based on science and reason, in which hell is replaced by the Hubble Telescope's view of the universe,...

DEUS - UM DELIRIO

Num tempo de guerras e ataques terroristas com motivações religiosas, o movimento pró-ateísmo ganha força no mundo todo. E seu líder é o respeitado biólogo Richard Dawkins, eleito recentemente um dos três intelectuais mais importantes do mundo (junto com Umberto Eco e Noam Chomsky) pela revista inglesa Prospect. Autor...

PARA UMA ESPIRITUALIDADE LEIGA

Este livro pretende resgatar a sabedoria humana e espiritual das grandes tradições religiosas da humanidade em um contexto cultural leigo.

MORAL LANDSCAPE, THE

In this book, Sam Harris tears down the wall between scientific facts and human values, arguing that most people are simply mistaken about the relationship between morality and the rest of human knowledge. Harris urges readers to think about morality in terms of human and animal well-being, viewing the experiences of conscious...

TENTAÇAO DO CRISTIANISMO, A

Como uma religião excêntrica como Cristianismo tornou-se a síntese da cultura ocidental? Eis a pergunta chave que motivou o debate entre os intelectuais franceses Luc Ferry e Lucien Jerphagnon num encontro com a equipe do Collège de Philosophie na Sorbonne em 2008. O material foi compilado e editado para o livro 'A Tentação...

DEBATE SOBRE DEUS, O - RAZAO, FE E REVOLUÇAO

Em 'Razão, Fé e Revolução' Terry Eagleton reúne uma série de aulas ministradas na Universidade de Yale, em que propõe uma reflexão acerca dos conceitos de razão, fé e revolução, pondo em xeque o racionalismo defendido pelo evolucionista Richard Dawkins e pelo jornalista Christopher Hitchens.

RELIGIAO PARA ATEUS

'Religião para ateus' parte da premissa de que, com ou sem fé, é possível encontrar aspectos úteis, interessantes e consoladores nas religiões. E examina as possibilidades de transferir algumas dessas ideias e práticas para a vida secular. Nesse livro, Alain de Botton defende que a sociedade tem muito a aprender com as...

Voltar

CARTA A UMA NAÇAO CRISTA

Livro

 R$31,00
 

GOD IS NOT GREAT

Livro

 R$25,10
 

MORTE DA FE, A

Livro

Esgotado no Fornecedor
 

GOD IS NOT GREAT

Livro

Esgotado no Fornecedor
 

DEUS - UM DELIRIO

Livro

 R$64,00
 

PARA UMA ESPIRITUALIDADE LEIGA

Livro

 R$50,00
 

MORAL LANDSCAPE, THE

Livro

 R$49,10
 

TENTAÇAO DO CRISTIANISMO, A

Livro

 R$26,90
 

DEBATE SOBRE DEUS, O - RAZAO, FE E REVOLUÇAO

Livro

Esgotado no Fornecedor
 

RELIGIAO PARA ATEUS

Livro

 R$19,90
 
Avançar
ATENÇÃO
Os preços dos produtos estão sujeitos a alteração sem prévia comunicação.
Os pedidos ficam condicionados a disponibilidade do estoque da Livraria Cultura e de nossos fornecedores (editoras e distribuidores).

Tags desse produto

ATEISMO (1) , LD (1)

Minhas tags para esse produto

Para atribuir suas Tags para este produto, clique aqui e faça seu login.

Últimos produtos visualizados

Quer saber o que andou olhando?

DEUS NAO E GRANDE

Deus não criou à sua imagem, foi o contrário. A partir desta afirmação o jornalista e escritor Christopher Hitchens ataca os alicerces de um dos mais importantes princípios da civilização ocidental - a religião. Questionador e de estilo incisivo, o autor põe em dúvida até o mais beato dos fiéis, mostra por que nenhuma...

  • Livro

    DEUS NAO E GRANDE

    CHRISTOPHER HITCHENS

    Esgotado no Fornecedor
     

Fique atento! A disponibilidade de estoque de alguns produtos não é a mesma no site e nas lojas físicas. Os preços e condições aqui indicados são válidos apenas para compras online.
Em nossas lojas, por favor, consulte um vendedor.

Atenção: Os brinquedos divulgados em nosso site possuem certificação do Inmetro.

Livraria Cultura S/A | www.livrariacultura.com.br | Av. Paulista 2073, Ed. Horsa II, 8º andar, Cerqueira Cesar, CEP 01311-940, São Paulo - SP - Brasil
CNPJ 62.410.352/0001-72 | IE 111.133.781.116 | PABX 11 3170-4033

Livraria Cultura

Todos os direitos reservados. Copyrights 2014.