Aguarde...
 

A HERESIA HUMANISTA


Produto Indisponível

Sinopse

Que sentido fará falarmos em espírito herético? Qual o real sentido deste conceito? Talvez o princípio da inquietação, da permanente questionação dessa angústia militante ou, simplesmente, uma (falsa?) consciência do fim- uma vez mais estamos perante o síndroma apocalíptico. Mas não nos referimos a um fim qualquer- trata-se do fim de um ciclo onde o lugar do homem já é medido de outra maneira. Em suma, trata-se de verificar a história de uma ausência. Note-se, contudo, que se trata de uma ausência que não se anuncia, nem tão-pouco se adivinha- é a ausência feita ao sabor de uma longa espera e de toda a contingência que a determina. É no cultivo tácito dessa ausência que se radica o espírito herético. A heresia definitiva cumpre-se na traição- a generalidade do homem contemporâneo é, tal como a do homem romântico, tal como algum do homem das Luzes, traidor de um passado que se esforçou por erguer princípios que não foram construídos para ruir. E esse é o grande drama da história.

Detalhes do Produto

    • Origem:  NACIONAL
    • Editora: INSTITUTO PIAGET
    • Edição:  1
    • Ano:  2002
    • Idioma: PORT. PORTUGAL
    • País de Produção: Portugal
    • Código de Barras:  9789727716012
    • ISBN:  9727716016
    • Encadernação:  BROCHURA
    • Altura: 24.00 cm
    • Largura: 16.00 cm
    • Peso: 0.49 kg
    • Complemento:  NENHUM
    • Nº de Páginas:  344

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO