Aguarde...
 

ARTE CONTEMPORANEA BRASILEIRA



Produto disponível em até 15min no aplicativo Kobo, após a confirmação  do pagamento!

Sinopse

Foi depois de sete anos de clandestinidade e exílio que Ferreira Gullar retomou suas atividades como crítico de arte. Um dos mais argutos observadores e ensaístas da cena cultural, autor do manifesto Arte Neo Concreta, que dá régua e compasso a nomes como Lygia Clark, Hélio Oiticica e Lygia Pape, ao retornar ao Brasil, em 1977, Gullar voltou a registrar em textos curtos o que de mais significativo se produzia no período. Era uma época de embates ferozes entre a censura do regime militar, a denúncia da falta de liberdades civis e a necessidade de uma produção aguerrida ao mesmo tempo inovadora e criativa, sem resvalar no panfletário. Anos de vigor e de renovação estética, da construção de uma linguagem sintonizada às tendências mundiais, apresentados por uma escrita precisa, informada – características da intervenção intelectual de Ferreira Gullar.

Sobre o Autor

Ferreira Gullar é o pseudônimo de José Ribamar Ferreira. Poeta, dramaturgo, jornalista, tradutor e crítico de artes plásticas, nasceu no Maranhão, em 1930. Aos 18 anos, trabalhou no Diário de São Luís e, um ano depois, publicou seu primeiro livro, Um Pouco Acima do Chão. Em 1951, trabalhou em revistas como Cruzeiro e Manchete e no Jornal do Brasil, no Rio de Janeiro. Gullar lançou o livro Luta Corporal em 1954. Participou do início do concretismo...
Veja todas as obras deste Autor.

Detalhes do Produto

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO