Aguarde...
 

CAPACIDADE COGNITIVA DA LINHA EM GALILEU,

HOBBES E HOOKE



Produto disponível em até 15min no aplicativo Kobo, após a confirmação  do pagamento!

Sinopse

Neste ensaio de Bredekamp, a visualidade e os processos da imaginação gráfica, em especial o desenho, constituem um paradigma do pensamento científico e filosófico. Os casos de Galileu, Hobbes e Hooke permitem verificar como o exercício visual do desenho se adequa ao princípio da descoberta, ao abrir e considerar novos domínios de observação. A sua relação com novos meios de visualização, como o telescóspio ou o microscópio, garante a possibilidade analógica de traduzir e de revelar as formas e as forças que se ocultam na natureza ou na sociedade. Com a prática do desenho, Galileu, Hobbes e Hooke souberam articular as premissas de uma antiga dicotomia existente entre observação empírica e criação, entre a abstração e visualidade ou, ainda, entre intuição e pensamento. Neste sentido, a aptidão para investigar e pensar decorrem de uma singular capacidade expressiva e artística que se autonomiza em processos e provas de conhecimento. A capacidade cognitiva da linha infere assim uma nova disposição do desenho e uma consequente vontade de pensar o invisível mundo da natureza e do homem.

Detalhes do Produto

    • Formato:  ePub
    • Subtítulo:  HOBBES E HOOKE
    • Origem:  NACIONAL
    • Editora: KWL
    • Coleção:  YMAGO ensaios breves (2015)
    • Assunto: História
    • Idioma: PORTUGUÊS
    • Ano de Edição: 2015
    • Ano:  2015
    • País de Produção: Brazil
    • Código de Barras:  2001083436807
    • ISBN:  9789899939301

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO