Aguarde...
 

DOZE LENDAS BRASILEIRAS



Produto disponível no mesmo dia no aplicativo Kobo, após a confirmação  do pagamento!

Sinopse

Uma lenda é verossímil? Sim, porque assim o povo quer que seja. De pai para filho, de mãe para crianças, é transmitida uma fabulação de maravilhas que estão atrás da História. Como ao redor de uma fogueira em noite escura, conta-se em voz sussurrante um ao outro o que, se não aconteceu, poderia muito bem ter acontecido nesse imaginoso mundo de Deus. E assim oralmente se escreve uma literatura plena e suculenta, em que o espírito secreto de todo um povo vira criança e brinca de “faz de conta. Brinca? Não, é muito sério. Pois o que é que pode mais do que um sonho?”. Com essas e outras palavras, belas e certeiras, Clarice Lispector reflete sobre a riqueza e a importância das histórias da cultura popular no texto “A força do sonho”, que abre a nova edição de Doze lendas brasileiras.Escrito em dezembro de 1976, o texto foi incluído no calendário em que os contos foram publicados originalmente, em 1977, e permanecia inédito em livro. O livro reúne histórias do folclore nacional, uma para cada mês do ano, recontadas por uma das maiores escritoras do século XX. A história que dá nome ao livro, por exemplo, conta como, em uma aldeia indígena, travessos curumins deram origem a “gordas estrelas brilhantes”. A certa altura, diz Clarice: “Aconteceu uma coisa que só acontece quando a gente acredita” e segue contando a bela lenda dos indiozinhos que subiram ao céu em cipós amarrados pelos colibris para fugir da bronca das mães. Ao longo das páginas, lendas indígenas e personagens folclóricos como Pedro Malazarte, Saci-pererê e Negrinho do pastoreio ganham nova vida pela escrita de Clarice, que dialoga com os pequenos com naturalidade e sagacidade de janeiro a dezembro. Para o último mês do ano, aliás, a escritora reservou “Uma lenda verdadeira”, em que conta, com uma linguagem colorida de esperança, a história do nascimento do menino Jesus.

Sobre o Autor

Clarice Lispector nasceu em 10 de dezembro de 1920 na Ucrânia, mas naturalizou-se brasileira, proclamando-se pernambucana. De família judia, a autora chegou ao Brasil com um ano de idade, fugindo da perseguição aos judeus durante a Guerra Russa. Maceió foi o ponto de entrada da família em terras tupiniquins, onde já morava a tia de Clarice. Porém, seu pai resolveu mudar-se com a família para Recife, a cidade que era, na época, o mais importante...
Veja todas as obras deste Autor.

Detalhes do Produto

    • Ano de Edição: 2014
    • Ano:  2016
    • País de Produção: Brazil
    • Código de Barras:  2001047489191
    • ISBN:  9788581226057

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO