Aguarde...
 

O PASSARO PI-A-SA



Produto disponível no mesmo dia no aplicativo Kobo, após a confirmação  do pagamento!

Sinopse

Em 1673, os primeiros exploradores europeus a viajar pelo Mississippi avistam, nos rochedos altos e íngremes o desenho de um monstro enorme e alado. De onde ele teria vindo? Por que alguém se deu ao trabalho e se arriscou para pintar esta figura no rochedo? Os índios lhes contaram histórias assustadores de um monstro comedor de homens, parecido com um dragão, e do bravo chefe que o matou. Este conto histórico e fantasioso sobre um dragão nativo americano foi publicado pela primeira vez na revista FANTASTIC, na edição de dezembro de 1975 e não estava mais acessível – até agora. Sabe-se que as lendas e histórias de dragões existem na Europa e na Ásia há milhres de anos. Mas será que alguma criatura similar atacou os homens que moravam apenas um pouco ao norte do que hoje é St. Louis? Um dragão na América do Norte? Os exploradores franceses Père Marquette e Joliet remavam suas canoas pelo Pai Das Águas, os primeiros europeus a se arriscarem pelo meio do recém-descoberto continente da América do Norte. Eles avistam o desenho. Por que algum artista indígena desconhecido arriscaria sua vida para criá-lo? O rochedo perpendicular se erguia a centenas de metros de altura. Outros índios provavelmente usaram cordas para segurar o artista sobre o rio enquanto ele trabalhava. Canoas de índios guerreiros passavam pelos exploradores no rio e, quando chegavam à imagem da criatura alada e parecida com um dragão, atiravam flechas contra ela. Um desperdício de boas flechas, já que elas quebravam assim que se chocavam com o calcário e caíam no rio. O que assustava tanto os índios? Clique no botão de comprar e descubra hoje mesmo!

Detalhes do Produto

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO