Aguarde...
 

VISOES DO MEDO



Produto disponível em até 15min no aplicativo Kobo, após a confirmação  do pagamento!

Sinopse

Imagens que expressam uma revolta diante do tempo são tão recorrentes e têm tanta força em Visões do medo (selo Escrituras) que vale a pena examiná-las e interpretá-las mais detalhadamente. Uma delas, o tempo circular das sociedades tribais e civilizações arcaicas. Outra, o tempo linear, progressivo, da nossa civilização.O tempo circular é aquele dos fenômenos cósmicos e da natureza, com seus ritmos, ciclos e repetições. Correspondem a eventos mágicos, ao encontro de dois planos, temporal e atemporal, transcendente e imanente, sagrado e profano. Em contraste, em nossa civilização o tempo é série linear, feita de eventos sucessivos e únicos.A história, em nossa cultura, é movimento dotado de sentido, progressivo: confunde-se com o crescimento do saber e com o acúmulo da riqueza. Mas não para Beth Brait Alvim, que vê o tempo muito mais como um crescimento da repressão e perpetuação da dor.Beth Brait Alvim não é dualista, e não vê chances de transcendência do tipo religiosa; tampouco é tradicionalista, e por isso não antevê a recuperação de um tempo arquetípico, primordial, menos ainda, de retorno a um passado utópico, idealizado.É claro que mudar o mundo por meio da poesia supõe um uso ou função mágica da palavra daí as constantes referências a rituais e bruxarias. E uma solidariedade ou cumplicidade com os criadores visionários ou delirantes. Um desafio que ressoa nas páginas deste Visões do medo, e lhe confere vigor e alcance profético na razão direta de sua consistência e seu compromisso com a palavra poética.

Detalhes do Produto

    • Ano de Edição: 2009
    • Ano:  2016
    • País de Produção: Brazil
    • Código de Barras:  2001009947417
    • ISBN:  9788575312452

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO