Aguarde...

BALE BRANCO



Produto disponível em até 15min no aplicativo Kobo, após a confirmação  do pagamento!

Sinopse

**EXCLUSIVO EM EBOOK!**Sobre Carlos Heitor Cony: Estreou na literatura ganhando por duas vezes consecutivas o Prêmio Manuel Antônio de Almeida. Ganhou em quatro ocasiões o Prêmio Jabuti na categoria Romance, duas vezes o Prêmio Livro do Ano da Câmara Brasileira do Livro e o Prêmio Nacional Nestlé de Literatura. Em 1998, foi condecorado pelo governo francês com a L'Ordre des Arts et des Lettres. Foi eleito para a Academia Brasileira de Letras em março de 2000.Rejane é uma bailarina iniciante que, durante a apresentação, cai no palco. Na mesma hora, a já veterana Betinha se aproxima e usa o corpo para formar uma barreira e evitar que a plateia perceba o ocorrido. O espetáculo não para, não pode parar. Ao fim, surge a dúvida: o tombo foi acidente — obra do antigo prego em pleno palco que ninguém nunca consertou? Ou a história é mais macabra e alguém, talvez a própria Betinha, empurrou a jovem e promissora Rejane? Os boatos dão a entender que alguém tem culpa, mas ninguém tem certeza, ninguém sabe quem foi.É a partir desse simples acontecimento que se levantam as cortinas de Balé branco, uma obra de arte que traz à tona, apesar do título, o que de mais sombrio há no ser humano. O pior de seus personagens aflora a cada virar de página, a lama da alma surge entre as linhas, conforme o limite da humanidade é escancarado e ultrapassado. Carlos Heitor Cony constrói um romance misterioso, e por isso mesmo arrebatador, sobre a luta pela sobrevivência num corpo de balé cujos membros se mostram capazes de tudo. A narrativa é dividida em partes como uma composição musical — abertura, primeira variação, segunda variação e coda. Cada vez mais intensa ao se aproximar do ápice, a leitura nos enreda na dimensão humana de personagens que mostram suas fraquezas, que tombam e levantam a cada ato da vida.

Sobre o Autor

Carlos Heitor Cony nasceu no Rio de Janeiro em 1926, fez humanidades e curso de filosofia no Seminário de São José. Estreou na literatura ganhando por duas vezes consecutivas o Prêmio Manuel Antônio de Almeida (em 1957 e 1958) com os romances A Verdade de Cada Dia e Tijolo de Segurança. Cony trabalha na imprensa desde 1952, inicialmente no Jornal do Brasil, mais tarde no Correio da Manhã, do qual foi redator, cronista e editor. Depois de várias...
Veja todas as obras deste Autor.

Detalhes do Produto

    • Ano de Edição: 2016
    • Ano:  2016
    • País de Produção: Brazil
    • Código de Barras:  2001121610343
    • ISBN:  9788520938928

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO