Aguarde...
 

POESIAS EROTICAS, BURLESCAS E SATIRICAS



Produto disponível no mesmo dia no aplicativo Kobo, após a confirmação  do pagamento!

Sinopse

Um dos livros mais polémicos da literatura portuguesa, as “Poesias Eróticas, Burlescas e Satíricas”, de Bocage, é uma antologia poética que retrata a faceta mais excêntrica do poeta português. De grande controvérsia, esta antologia de poemas eróticos e satíricos só foi publicada, pela primeira vez, cerca de cinquenta anos após o falecimento de Bocage. Corria o ano de 1854 e apareceram na sequência de uma publicação das obras completas, em 6 volumes, do autor. Para evitar os tribunais e a sua apreensão, a obra saiu clandestinamente, sem editor explícito e com um local de edição fictício na capa: Bruxelas. Este facto – de não se referir o editor em obras polémicas – foi prática comum até à implantação da República em 1910. Tal prática explica-se porque no século XVIII prevalecia um puritanismo limitador. Era difícil uma pessoa assumir-se integralmente, de corpo e alma graças aos tabus sociais, regras estritas, uma educação preconceituosa e sobretudo uma moral católica que olhava para a sexualidade como uma vertente menos nobre do ser humano. A somar a isso havia uma censura férrea que mutilava indelevelmente os textos considerados mais ousados e ainda o fantasma da Inquisição, na altura já extinta mas ainda omnipresente no psíquico social, que imponha o medo e  demovia os recalcitrantes. Mas esta conjuntura de repressão ideológica tinha um revés: tornava apelativo a transgressão! Ousar trilhar a senda do proibido, transgredir era, obviamente, um apelo inexorável para os escritores, uma maneira salutar de se afirmarem na sua plenitude e um imperativo categórico.

Detalhes do Produto

    • Ano de Edição: 2015
    • Ano:  2015
    • País de Produção: Brazil
    • Código de Barras:  2000968564413
    • ISBN:  1230000682367

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO