Aguarde...
 

AS TRES VIDAS DE JAIME AROXA

A LUTA DE UM VENCEDOR


Produto Indisponível

Veja mais títulos de Biografias

Sinopse

Este livro apresenta uma biografia de Jaime Arôxa. Dividido em três partes, a primeira dedica-se à infância difícil no bairro humilde do Ibura, no Recife, com a presença de uma mãe carinhosa, um pai autoritário e quatro irmãos diretos. Para se livrar do pai agressivo, aos 15 anos, ele foge de casa para o Recife Antigo, bairro decadente na década de 1970. Ainda no capítulo 'Primeira vida', o reencontro com o pai, dois anos depois de ter saído de casa, se deu por um motivo triste. Amaro, um de seus oito irmãos, morreu afogado na Praia de Boa Viagem. A tragédia familiar e a desilusão com o primeiro amor fizeram com que ele tomasse a decisão de se mudar novamente, e dessa vez para mais longe. Na época, Jaime fazia o terceiro ano do curso Técnico de Contabilidade à noite e pela manhã freqüentava a Escola Técnica Federal. Não completou nenhum dos cursos e partiu rumo ao Rio de Janeiro. No Rio, Jaime procurava emprego todos os dias, e fez de tudo um pouco para se sustentar - vendeu papel e seguros, foi ajudante de pedreiro, assentou tacos no chão, trabalhou em caminhão de areia, pintou parede e trabalhou como faxineiro e vendedor de um sebo. Após uma adaptação difícil na cidade, Arôxa conseguiu um emprego como escriturário de banco, do qual não demorou a virar gerente. Mas a vida disciplinada de bancário não combinava com as noites de boemia. O banco ficava no Centro, assim como os bailes da Estudantina e do Bola Preta. Acabou sendo demitido, o que o impulsionou a investir na sua vocação, dando aulas de dança de salão. A decisão em virar dançarino marca o início da segunda parte do livro, 'A segunda vida'. O ano era 1983 e havia poucos professores de dança de salão na cidade. A profissão não era levada muito a sério, mas algumas pessoas se destacavam no meio. Era o caso de Maria Antonietta, grande dama da dança de salão e proprietária de uma escola na Lapa, com quem Jaime começou a ter aulas. A relação dos dois era de mãe e filho, com direito a uma ajuda financeira, mas Arôxa precisava arrumar um emprego para investir na carreira. Foi a uma agência de Banco de Empregos e acabou arrumando um trabalho por lá mesmo. No período da noite, era assistente de Antonietta. Nessa época, Jaime começou a estudar e pesquisar dança e balé clássico. Morando numa casa só com artistas na Tijuca, conheceu Deborah Colker, então uma bailarina desconhecida. Tornaram-se amigos e parceiros, trocando informações sobre dança contemporânea e de salão. O nome Jaime Arôxa começa a ficar conhecido e as aulas particulares no terraço do casarão já tinham fila de espera. As alunas passam a querer aulas em grupo e os casais também gostam da idéia. Foi então que surgiram as turmas coletivas, uma novidade no Rio. Desde a sua primeira academia, a Escola de Dança Chiquinha Gonzaga, passando pela Escola de Dança Maria Antonietta, até o nome Jaime Arôxa virar uma referência no Rio e no restante do país, o leitor conhecerá um pouco da vida desse dançarino consagrado. Atualmente, Jaime dirige uma rede de academias que leva seu nome, faz coreografias para novelas, peças de teatro e cinema, viaja pelo Brasil e pelo mundo com a sua companhia, além de ministrar workshops, palestras e apresentar shows em eventos e cruzeiros. Com relação à terceira parte do livro, 'A Terceira Vida', o autor explica que essas páginas ainda não foram escritas - é um futuro que ainda está por vir.

Detalhes do Produto

    • Subtítulo:  A LUTA DE UM VENCEDOR
    • Origem:  NACIONAL
    • Editora: SENAC RIO
    • Assunto: Biografias
    • Idioma: PORTUGUÊS
    • Edição:  1
    • Ano:  2007
    • País de Produção: Brazil
    • Código de Barras:  9788577560073
    • ISBN:  8577560074
    • Encadernação:  BROCHURA
    • Complemento:  NENHUM
    • Nº de Páginas:  144

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO