Aguarde...

GRANDES MESTRES DA ESTRATEGIA


Produto Indisponível

Veja mais títulos de Ciências Políticas

Sinopse

Um dos mais intrigantes argumentos intelectuais surgidos nas últimas décadas respeita ao fatalista estratégico. Será que as decisões e as acções humanas têm influência no futuro? Segundo Richard Taylor (1962), não. Pessoas e grupos, Estados e nações são presas do fixismo.Se concorda, por favor, ignore este livro. Este apresenta e debate ideias, teses e autores que ponderam a vida comunitária numa lógica de gestão do risco associado à soberania. A estratégia é uma disciplina científica ao serviço dos últimos fins de qualquer poder político- garantir a segurança e a defesa de gentes, de bens e de territórios, se necessário através da ameaça e do uso da força.O conceito superou as amarras da redutora e oitocentista noção de estrita preparação e condução da guerra, para voltar a espraiar-se pelos níveis táctico, operacional e da grande estratégia, através da análise do tempo, da massa crítica e do espaço ao dispor do Estado e dos seus contrários. Sunzi, Tucídides, Vegetius, Machiavelli, Hobbes, Kant, Bentham, Wilson ou Churchill ilustram o modo como se equaciona o último argumento em diferentes tempos e lugares, independentemente da forma, dimensão e ideologia do Estado. As suas obras reflectem sobre a guerra e a paz, as temáticas primordiais de comunidades políticas cujo centro de gravidade sempre se fixa em sobreviver primeiro e prosperar depois, assim evidenciando a regularidade das tendências universais derivadas da natureza humana. Revisitar as lições de mestres do pensamento estratégico à luz da perspectiva do poder é o propósito deste projecto ancorado quer nas relações internacionais, quer na sua analogia doméstica. A edição é dinamizada por investigadores do Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa, reunindo visões e ensaios de académicos de várias Escolas, a par de membros da comunidade de inteligência e especialistas militares de diferentes armas e gerações. ÍNDICE Os Autores Prefácio Agradecimentos Parte I – Introdução Geral Adriano Moreira- O desafio à segurança interna das democracias Ana Paula Garcês- O poder na estratégia da guerra e da paz Parte II – Os Clássicos Sunzi- O céu intacto de Mestre Wu, por Ana Paula Garcês Tucídides- O equilíbrio do poder, por Guilherme D’Oliveira Martins Vegetius- Da arte da guerra à arte da cavalaria, por Maria João Branco Machiavelli- A arte de Niccolò, por Ana Paula Garcês e Guilherme D’Oliveira Martins Oliveira- Do mar e da guerra justa, por Ana Paula Garcês Hobbes- Leviatã contra Leviatã, por Mónica Brito Vieira Parte III – Os Modernos Saint-Pierre- Só ele nos fez ver onde reside a paz , por Miguel Morgado Bentham- A utilidade da paz, por Luísa Leal de Faria Kant- Paz perpétua numa federação livre de Estados, por Susan Shell Clausewitz- A teoria da guerra, por António Barrento Jomini- O liberalismo militar, por Luís Manuel Bernardino Tocqueville- A democracia e a guerra, por Lívia Franco Mahan- O poder do Estado no mar, por Nuno Vieira Matias Parte IV – Os Contemporâneos Wilson- O arquitecto da paz, por Mónica Dias Douhet- A visão do fundador sobre o poder aéreo, por António Jesus de Bispo Mao- Da estratégia revolucionária, por Júlio Pereira Lawrence- O poder do deserto, por Michael Sanfey Churchill- O único plano é persistir , por João Carlos Espada Monnet- Da interdependência, por António Figueiredo Lopes Parte V – Notas Finais Os estratégicos desafios humanos, por Ana Paula Garcês e Guilherme D’Oliveira Martins Anexo- Notas biográficas Os ensaios são publicados em língua inglesa.

Detalhes do Produto

    • País de Produção: Portugal
    • Código de Barras:  9789724039176
    • ISBN:  972403917X
    • Encadernação:  BROCHURA
    • Altura: 23.00 cm
    • Largura: 16.00 cm
    • Peso: 1180.00 kg
    • Complemento:  NENHUM
    • Nº de Páginas:  680

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO