Aguarde...
 

A REDUÇAO DA JORNADA DE TRABALHO

VIA NEGOCIAÇAO COLETIVA E DISSIDIO COLETIVO


    R$ 49,00

    Produto sob encomenda
    Previsão: 3 Semanas + Frete

     
    Frete grátis para compras acima de:
    Sul e Sudeste: R$ 99,00
    Centro-Oeste e Nordeste: R$ 109,00
    Norte: R$ 139,00
    Confira o regulamento

    Calcule prazo de entrega e frete:

     - 

    Sinopse

    Esta obra objetiva avaliar e demonstrar a evolução do Estado com os direitos fundamentais e a integração do direito social com o direito do trabalho perante a Constituição Federal. Na sequência são analisados os princípios trabalhistas junto ao direito social. Munido de tal fundamentação jurídica constitucional, é analisado o objeto maior desta dissertação; a redução da jornada de trabalho através de negociação coletiva e dissídio coletivo, onde é encontrado o Projeto de Emenda Constitucional 231/95, que tem como proposta a redução da jornada de trabalho, além do aumento da hora extra. Realizando uma passagem por outros países no qual realizaram a redução e, feita junto a esses, uma análise jurídica e empírica de seus dados. Analisando isso junto à ocorrência da redução realizada no Brasil em 1988, demonstrando os benefícios jurídicos e sociais provocados por ela, essa redução proposta já se encontra possível através da negociação coletiva e do dissídio coletivo. Para os empregados, proporcionariam direito ao lazer e melhor qualidade de vida, além da possibilidade de um aumento na contratação dos mesmos. Já para o empregador, tem-se a preocupação de um aumento no custo do trabalho frente aos demais fatores de produção, provocando uma ocasional mudança do fator que ficou relativamente mais caro pelos demais fatores.

    Detalhes do Produto

      • Ano:  2012
      • País de Produção: Brazil
      • Código de Barras:  9788589917964
      • ISBN:  8589917967
      • Encadernação:  BROCHURA
      • Altura: 21.00 cm
      • Largura: 14.00 cm
      • Peso: 0.20 kg
      • Complemento:  NENHUM
      • Nº de Páginas:  152

    Avaliação dos Consumidores

    ROLAR PARA O TOPO