Aguarde...

BRICS E O FUTURO DA ORDEM GLOBAL


de: R$ 62,90

por: 

R$ 27,50preço +cultura

Apenas 2 em estoque

 
Frete grátis para compras acima de:
Sul e Sudeste: R$ 89,00
Centro-Oeste e Nordeste: R$ 109,00
Norte: R$ 139,00
Confira o regulamento

Calcule prazo de entrega e frete:

 - 
Este produto pode ser retirado em loja

Sinopse

A primeira e mais abrangente análise acadêmica da história do termo BRICS Em 2001, o economista Jim O’Neill, trabalhando para o banco Goldman Sachs, criou o termo “BRICS” para se referir às maiores economias emergentes: Brasil, Rússia, índia e China. TAis potências em ascensão, ele argumentou, deveriam ser os pilares de um novo sistema de finanças e de governança global. EM 2010 a África do Sul se juntou ao grupo, formando o BRICS, com “s” maiúsculo. E, graças a uma iniciativa conjunta do Brasil e da Rússia, tornou-se um conceito corrente nas relações internacionais, ganhando significado político por meio de um processo de institucionalização do grupo. BRICS E o futuro da ordem global oferece uma análise definitiva dos BRICS como termo e como instituição, desde seu início, em 2001, até 2015. ALém disso, analisa o significado da ascensão de potências como Brasil, Rússia, índia, China e África do Sul para o futuro da ordem global. OS países BRICS procurarão estabelecer um sistema paralelo, com seu próprio conjunto distinto de regras, instituições e moedas de poder, rejeitando princípios fundamentais do internacionalismo liberal ou será que buscam adotar as regras e normas que definem a atual ordem liderada pelo Ocidente? Este é um livro essencial a todos os que desejam compreender a importância do grupo do BRICS para discutir o mundo cada vez mais multipolarizado de hoje.

Detalhes do Produto

    • País de Produção: Brazil
    • Código de Barras:  9788577533602
    • ISBN:  8577533603
    • Encadernação:  BROCHURA
    • Altura: 23.00 cm
    • Largura: 16.00 cm
    • Comprimento: 1.90 cm
    • Peso: 0.40 kg
    • Quantidade de Itens do Complemento:  0
    • Nº de Páginas:  350

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO