Aguarde...

O AR DA MANHA


Produto Indisponível

Veja mais títulos de Literatura Internacional

Sinopse

Aos cinquenta e quatro anos, a maioria dos quais passados em hospitais psiquiátricos, António Luís Valente Gancho confirmou-se como uma revelação poética de primeira água que a antologia de Herberto Helder 'Edoi Lelia Doura' já pusera em fluência. Em 'O Ar da Manhã' a poesia entroncou em cada uma das palavras e frases que a pronunciam. Por isso assistimos à surpresa de cada poema, à intensidade por vezes sensual de cada verso, ainda que aparentemente desconcertante, ou revelando a corrente descontínua de uma emoção rodeada de muros altos - 'O verbo pisgar não existe, parece que existe é piscar'. 'Donne-moi ma Chance' é a epígrafe destes quatros livros reunidos. A sorte é nossa por podermos respirar esta aragem matinal agora acabada de entrar na poesia portuguesa na qual é cada vez mais notória a falta de ventilação.

Detalhes do Produto

    • Ano:  1995
    • País de Produção: Portugal
    • Código de Barras:  9789723703801
    • ISBN:  9723703807
    • Encadernação:  BROCHURA
    • Complemento:  NENHUM
    • Nº de Páginas:  176

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO