Aguarde...
 

Lu-ar que se me deu - Textos com Alma


Produto Indisponível

Veja mais títulos de Poesia

Sinopse

Lu-ar que se me deu - Textos com Alma Trata-se de obra de cariz poético que é um retrato da vida urbana, da doença, solidão e das angústias do ser. “Apenas porque manhãs e dias como aqueles não interessam a ninguém, muito menos a ela interessariam. Queimava-lhe o intenso desejo de ficar apartado do mundo, reclinado no leito, como vinha acontecendo. Sozinho. (...) Mas – hoje – a palavra amor tem sentido único. Como alguém diria: não há espaço no espaço; não há mais espaço para aquele amor. Seja de que tipo. Seja de que espécie. (...)”. In “NÃO HÁ ESPAÇO NO ESPAÇO”. “Como gostaria agora de a poder abrac¸ar; contudo, ela esta´ longe. Esta´ para la´ das muitas fronteiras que irrompeu vida fora; pore´m, na~o esta´ sequer pro´xima de fronteira vizinha. As fronteiras so´ dificultam os reencontros; se fosse eu a mandar eliminava-as. (...) Bolas la´ para a globalizac¸a~o (nem nos permite matar saudades). Ai se eu mandasse... la´ se ia (para sempre) a globalizac¸a~o. Inventava a proximizac¸a~o e normatizava-a.” In “A DOR DA DISTÂNCIA”. Como gostaria agora de a poder abraçar; contudo, ela está longe. Está para lá das muitas fronteiras que irrompeu vida fora; porém, não está sequer próxima de fronteira vizinha. As fronteiras só dificultam os reencontros; se fosse eu a mandar eliminava-as. (...) Bolas lá para a globalização (nem nos permite matar saudades). Ai se eu mandasse... lá se ia (para sempre) a globalização. Inventava a proximização e normatizava-a.

Detalhes do Produto

    • País de Produção: Brazil
    • Código de Barras:  9789895225187
    • ISBN:  9895225180
    • Encadernação:  BROCHURA
    • Altura: 22.00 cm
    • Largura: 14.00 cm
    • Comprimento: 1.00 cm
    • Peso: 0.10 kg
    • Complemento:  NENHUM
    • Nº de Páginas:  104

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO