Aguarde...
 

CADERNO H


Produto Indisponível

Veja mais títulos de Poesia

Sinopse

Delícia de ler, mastigar, ruminar este livro. Ao longo de décadas, Mario Quintana publicou no jornal Correio do Povo, de Porto Alegre, seu Caderno H, feito de poesia, humor, sabedoria. Da crônica ao poema, passando pelas frases cheias de espírito, esses cadernos foram os grandes responsáveis pela consagração popular de sua literatura. A cada novo trecho do Caderno, nos deparamos com a união singular, tão característica de Quintana, da inteligência com a intuição reveladora. Assim como no enquadramento jornalístico original, ao serem colocados em forma de livro, os textos deste Caderno H, por sua própria organização fragmentária, fornecem alimento cotidiano à inteligência do leitor comum, apaixonado por literatura. Um clássico brasileiro. Na era do Twitter, este Caderno H ganha uma atualidade surpreendente. Que a poesia e a prosa de Quintana tinham lugar assegurado no cânone da literatura brasileira do século XX era algo fora de discussão. Mas a comunicação ainda mais veloz do século XXI, comunicação em tempo real, encontra, nestes textos, modelo e inspiração. Os aforismos e prosas curtas do Caderno H, na sua diversidade aberta para o infinito (é o infinito no sucinto), são lições de como conjugar intuição e raciocínio, humor e sentimento, crônica e reflexão, circunstância e perenidade. A presente edição propicia ao leitor contemporâneo o encontro - e ao leitor veterano o reencontro - com ideias e histórias que, de tão repetidas e citadas, praticamente já fazem parte repertório de provérbios e frases feitas da cultura literária brasileira mais ampla. Fruto de erudição e sensibilidade, Caderno H foi o livro de Quintana que mais decisivamente o transformou num escritor popular, aquele cujos escritos se inscrevem no subconsciente de uma língua.

Sobre o Autor

Poeta, jornalista e tradutor, Mario Quintana nasceu em Alegrete, no Rio Grande do Sul, em 1906. Já em Porto Alegre, Quintana estudou no Colégio Militar e ali publicou algumas de suas primeiras produções literárias. Mario Quintana trabalhou para a Editora Globo e também na farmácia do pai. Sendo considerado o "poeta das coisas simples", seu estilo foi marcado pela ironia, pela profundidade e pela perfeição técnica. Quintana trabalhou como...
Veja todas as obras deste Autor.

Detalhes do Produto

    • Ano de Edição: 2017
    • Ano:  2013
    • Código de Barras:  2000421465554
    • Altura: 23.40 cm
    • Largura: 15.00 cm
    • Comprimento: 2.00 cm
    • Peso: 0.56 kg

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO