Aguarde...

ESTADO DE POESIA


Produto Indisponível

Veja mais títulos de Cantores

Sinopse

Sobre o disco, maturado ao longo de novas experiências vividas, Chico César diz: "Ter passado os últimos seis anos de minha vida como gestor público de cultura na Paraíba, lugar onde nasci e vivi os meus primeiros vinte anos, agudizou minha percepção das contradições tão presentes entre pujança criativa e a relativa pobreza de meios de produção. Mas também aguçou os meus sentidos do afeto e da criação. Reencontrei-me aí com o meu lugar de nascença, inclusive com as minhas representações amorosas dele, as mesmas de sempre e outras transformadas. O resultado é este "Estado de Poesia", que paraibano nasce desde o surgimento das canções, cresce na cumplicidade com os músicos paraibanos Xisto Medeiros (baixo), Helinho Medeiros (piano, teclados e sanfona) e Gledson Meira (bateria) que criaram comigo a argamassa de base dessa casa sonora, amadurece ainda paraibano nas participações dos conterrâneos Escurinho, Luizinho Calixto e Seu Pereira que cantam comigo no disco. Finalmente, abrasileira-se e ganha mundo ao ser contemplado pelo Edital Nacional do Natura Musical - sem dúvida, um case vitorioso e inovador na relação entre a iniciativa privada e a produção musical brasileira. Reinventam-se as pessoas, as sociedades, os modos de fazer música, ouvir música e amar. Pelo sonho, pelo afeto, pelo desejo. É disso que fala este disco, que tem distribuição física da Pommelo e distribuição digital do Laboratório Fantasma. E mais não digo [...]".
  • •Volume 1
  • 1. CANINANA
  • 2. CARACAJUS
  • 3. ESTADO DE POESIA
  • 4. PALAVRA MAGICA
  • 5. MUSEU
  • 6. DA TAÇA
  • 7. MIAERO
  • 8. GURU
  • 9. ATRAVESSA-ME
  • 10. NEGAO
  • 11. QUERO VIVER
  • 12. NO SUMARE
  • 13. ALBERTO
  • 14. REIS DO AGRONEGOCIO

Detalhes do Produto

    • País de Produção: Brazil
    • Código de Barras:  700083264015
    • Altura: 12.00 cm
    • Largura: 14.00 cm
    • Comprimento: 0.80 cm
    • Quantidade de Discos:  1
    • Peso: 0.08 kg

Avaliação dos Consumidores

ROLAR PARA O TOPO